5 praias menos badaladas, mas que são um achado em Salvador

salvador
29.03.2022, 19:00:00
(Foto: Sora Maia/CORREIO)

5 praias menos badaladas, mas que são um achado em Salvador

Praias garantem belo visual, águas tranquilas, espaço, comida e bebidas

Quando se fala de praia em Salvador, não tem miséria, o negócio é fartura. Ao todo, são 21 quilômetros de orla que cercam a capital baiana e dão, aos praieiros, uma diversidade única na hora de decidir onde é que vão se banhar. E tem praia de todo jeito: com faixa de areia grande, pequena, com pedrinhas, aquelas das piscininhas e até as mais agitadas para quem não quer nada com o sossego ou pratica esportes como surf e kitesurf. Essa diversidade nem sempre é explorada pelos soteropolitanos que, muitas vezes, decidem apostar nas águas cantadas como as do Porto e Farol da Barra, de Itapuã, Boa Viagem, Ribeira e Paciência.  

Para garantir a experiência de um banho de mar tranquilo e um pedaço de areia sem muita disputa, traçamos uma jornada dupla: cidade alta e cidade baixa. Partindo da Ondina, encontramos as praias das Divas, do Lagamar e da Vila Brandão. No roteiro seguinte, a dica é chegar até o Subúrbio Ferroviário, descer na Praia da Escada ou na de Tubarão (Paripe). Dois tesouros da nossa orla. Dá para ir de carro ou buzu. Não tem erro.

É nessas praias, inclusive, que as tradições praieiras mais antigas de quem vive em território soteropolitano foram se consolidando. Afinal, rato de praia em Salvador, com certeza, já chupou um picolé capelinha na areia, pegou por R$ 10 a bandejinha com 15 mini acarajés, vatapá, pimenta e salada, se deliciou com uma boa passarinha e, de quebra, tomou um água de coco na saída para reidratar o corpo que, até então, só tinha sido abastecido com cerveja.

Fábio Costa, empresário que é dono do Capelinha, se alegra ao falar que tem um produto que atravessa o cotidiano de praia dos soteropolitanos ao longo dos anos.

"Capelinha é tradição nas praias, um produto que faz parte da nossa história, da nossa cultura. A gente fica orgulhoso pelo reconhecimento e por ajudar centenas de pessoas que vivem a partir dessas vendas", fala ele.

O negócio é que, seja pelo Capelinha ou qualquer outro costume, dá para manter as tradições mudando o destino na hora de decidir em que faixa de areia - ou pedra - vai pisar e, com isso, ganhar experiências igualmente deliciosas em praias que, para muitos por aqui, são ainda desconhecidas. Felipe Paz, 24 anos, é relações públicas e cita a Praia de Escada, uma das que estão na nossa lista, como imperdível.

"É uma praia muito boa! Fica em uns becos o acesso e, nesses becos, têm uns barzinhos. O mar é tranquilo, com ondas bem fraquinhas que nem São Tomé de Paripe. Por lá, o preço das coisas é bem mais em conta. Além disso, no entorno, têm excelentes restaurantes que servem pratos típicos daqui", conta ele.

A tranquilidade do mar também é característica da Praia das Divas, que para o assistente de loja Luan Araújo, 26, é conhecida como 'Praia do Lu', já que ele, volta e meia, está por lá e já a apresentou para vários amigos com esse nome.

"A praia é massa, muito tranquila a água e ainda tem uma parte grande de sombra pra quem sofre muito com o sol. Fora que é um prazer passar pela trilha cheia de verde pra chegar lá, parece até um pouco com Itacaré", relata.

Foto: Sora Maia/CORREIO

Praia das Divas

Apesar de estar em Ondina, é um achado. Tão desconhecida que até sobre seu nome, das Divas, é incerto. Fica atrás do antigo Othon. Tem uma faixa de areia média. Na água, formam-se piscininhas e não há onda por conta da barreira de corais.  Leve suas bebidas e comidas pois não há barracas no local

Praia do Lagamar  

Da Praia das Divas pra lá, basta pegar uma trilha no meio das árvores, fica entre o Clube Espanhol e o Cristo da Barra. Boa para quem quer levar a criançada

Praia da Vila Brandão  

Basta descer as ladeiras do bairro, que fica no fim do Corredor da Vitória, para dar de cara com uma vista fenomenal. É uma boa indicação muito mais pelo ambiente de um dos locais mais tranquilos da cidade e as opções culinárias que existem por lá do que pelo banho em si.

Vila Brandão (Foto: Andrea Farias/Arquivo CORREIO)

Praia de Escada  

Fica no Subúrbio, seu acesso é por uma ponte que passa por cima da ferrovia do antigo trem e se chega através de becos. Tem uma faixa de areia pequena e lembra aquela praia raiz, com bares pertinho da água vendendo cerveja no precinho

Praia de Tubarão

Apesar de ter o nome conhecido, não é tão visitada quanto deveria por conta da distância. De visual encantador,  impressiona o olhar e relaxa o corpo com suas águas tranquilas. Por lá, não falta barzinho para tomar aquela gelada e saborear diversos petiscos nas mesas que ficam na orla.

O Aniversário de Salvador é um projeto do Jornal Correio com patrocínio do Hospital Cárdio Pulmonar, Wilson Sons, Salvador Bahia Airport e Unifacs, apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador, FIEB e Sebrae, apoio de Suzano, Abaeté Aviação, Sotero, Shopping Center Lapa, Jotagê, AJL, Comdados.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas