815 estabelecimentos já foram interditados em bairros com restrições

coronavírus
27.05.2020, 17:56:00
Atualizado: 27.05.2020, 17:57:33
(Bruno Concha/Secom)

815 estabelecimentos já foram interditados em bairros com restrições

O maior número de irregularidades foi encontrado no Uruguai e em Massaranduba

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Já chega a 815 o número de estabelecimentos interditados nos bairros que possuem medidas restritivas para o combate ao novo coronavírus. As lojas vão desde supermercados a salões de beleza, padarias, academias etc.

Desde o dia 11 de maio, a prefeitura já realizou cerca de 14.300 vistorias. As operações são realizadas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Polícia Militar da Bahia (PM-BA).

Só nesta terça-feira (26), foram realizadas 1.440 vistorias e 40 interdições, nos bairros de Lobato, Liberdade, Bonfim, Brotas, Cosme de Farias, Uruguai e Massaranduba. O maior número de irregularidades foi encontrado nas duas últimas localidades, onde as restrições começaram na segunda-feira (25). No Uruguai foram 218 vistorias com 23 interdições e, em Massaranduba, 222 estabelecimentos foram vistoriados e 11 interditados.

Os bairros da Boca do Rio, Centro e Pituba já não fazem mais parte da lista de bairros com restrições, enquanto a partir desta quinta-feira (28) o bairro de Periperi começará a ter novas regras - inicialmente, pelo prazo de sete dias.

“A equipe de fiscalização está atuando todos os dias nas ruas da cidade garantindo o cumprimento dos decretos de combate ao coronavírus. A dedicação e o empenho de cada agente fiscal tem sido fundamental neste momento”, destacou o secretário da Sedur, Sérgio Guanabara.

Outros bairros
Além das ações dos bairros com medidas restritivas, a prefeitura também fiscaliza as demais regiões da cidade. Uma força-tarefa já realizou mais de 27 mil vistorias, cerca de 1.500 interdições e cassou 91 alvarás de funcionamento de estabelecimentos comerciais.

Foram vistoriadas 5.214 lojas de comércio de rua, com área inferior ao permitido; 14.521 bares e restaurantes; 3.457 clínicas de estética, salão de beleza e barbearia; 849 supermercados; 358 lojas em comércio de rua, com área superior ao permitido; 68 casas lotéricas; 761 academias; 203 agências bancárias; 82 casas de eventos; 190 shoppings/centros comerciais;148 locais com aglomeração de pessoas; 605 instituições de ensino, além de outras atividades proibidas pelos decretos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas