87 mil baianos devem conta de luz; é possível parcelar dívida

bahia
10.05.2021, 05:37:00
Atualizado: 10.05.2021, 05:44:35
(Foto: Arquivo CORREIO )

87 mil baianos devem conta de luz; é possível parcelar dívida

Número de clientes inadimplentes aumentou nos primeiros três meses de 2021

O número de baianos que estão com as contas de luz atrasadas aumentou na Bahia. Nos primeiros três meses deste ano 87.420 pessoas ficaram inadimplentes na Coelba, enquanto no mesmo período do ano passado foram 70.150 clientes nessa situação. Para facilitar a regularização está sendo oferecida a possibilidade de parcelar a despesa no cartão de crédito, e em até 24 vezes. 

A empresa acredita que a piora no cenário de devedores foi provocada pela pandemia. A quarentena encurtou a renda das famílias, e mesmo para quem está recebendo auxílio emergencial ficou difícil pagar por serviços básicos como o de energia elétrica.

A promotora de vendas Laís de Jesus, 28 anos, está com as faturas em atraso e contou que nunca tinha passado por essa situação antes.  “Aqui em casa não tem nada no meu nome, mas todas as contas sou eu quem pago porque só eu tenho trabalho e recebo salário. A gente nunca atrasou, mas no ano passado a loja suspendeu meu contrato por três meses. Depois, minha sobrinha ficou doente e o dinheiro não deu para cobrir tudo”, contou.

Desde que as coisas começaram a desandar, em meados do ano passado, a família Jesus tem feito os pagamentos das faturas da Coelba com atraso e próximo da data de suspensão do serviço. A notícia de que agora o débito pode ser parcelado no cartão de crédito deixou Laís mais feliz. “As coisas estão se ajeitando aqui em casa e parcelar a dívida pelo cartão vai facilitar bastante”, disse. 

A possibilidade de dividir a conta no cartão de crédito, em até 24 vezes, está disponível desde o dia 3 de maio, mas terá prazo limitado. A empresa ainda não definiu quando vai encerrar esse procedimento, mas disse que percebeu crescimento na procura por negociação já na primeira semana de operação. 

Outras opções 
Além do cartão de crédito, que tem juros da operadora do cartão, o cliente pode optar também pelo pagamento no débito, boleto ou PIX, em parcela única e sem juros. A Coelba já oferecia o serviço de parcelamento da dívida, mas de maneira diferente, como explica o superintendente de processos comerciais da empresa, Leonardo Moura.

“Antigamente, tínhamos a possibilidade de dividir em até 12 parcelas, agora são até 24 vezes. Após aumentar o prazo para pagamento a procura pela negociação cresceu em 15%. Essa é uma ação inovadora no setor elétrico. Além do grupo Neoenergia (Coelba), nenhum outro faz. Ela foi possível graças a uma parceria com a Flexpag”, contou. 

A maioria dos clientes que procurou o serviço na primeira semana optou pelo parcelamento. Em média, eles estavam com duas ou três faturas em atraso, e tentavam evitar que o fornecimento de energia fosse suspenso. A dona de casa Ana Maria Soares, 53, já passou pela experiência de ter a luz cortada. 

“É horrível. Luz e água são duas coisas básicas, não dá para ficar sem. Foram dois dias assim, e não quero passar por isso nunca mais. Quando falta energia é que a gente percebe o quanto precisamos dela. Os produtos estragando na geladeira, sem wi-fi, sem televisão, é um horror”, disse. 

A Coelba informou que antes de suspender o fornecimento a empresa oferece ao cliente a possibilidade de negociar a dívida, e afirmou que 45 dias após o vencimento da conta a luz pode ser cortada. 

“Existe uma sequência de ações administrativas e de monitoramento. A suspensão do fornecimento é a última instância, quando não conseguimos avançar na negociação. Então, 45 dias após uma fatura vencida o cliente recebe um aviso de débito na fatura seguinte. Ao longo desse período a Coelba tenta entrar em contato via SMS, e-mail ou telefone, informando que existe o débito e orientando ele a negociar”, contou o superintende. 

Depois que o cliente regulariza a situação, a empresa tem 48h para voltar a fornecer o serviço. Para aderir ao sistema de parcelamento é preciso entrar no site da Coelba, fazer o cadastro, e escolher a melhor opção. Confira abaixo o passo a passo. 

Clientes podem escolher cinco tipos de cartões para fazer o parcelamento 
Os clientes da Coelba podem dividir a conta em até 24 vezes nos cartões das bandeiras Master, Visa, Hiper, Elo e Amex. O pagamento pode ser realizado também no site da empresa através da Flexpag, ou através de débito, boleto ou PIX, em parcela única e sem juros. 

A partir da negociação e do parcelamento, o cliente já está apto a ter o fornecimento de energia estabelecido caso tenha passado por alguma ação de cobrança. Além da possibilidade de usar o cartão de crédito para pagar a conta, as faturas digitais podem ser pagas através de internet banking, débito automático e PIX.  

Em caso de dúvidas a orientação é entrar em contato com a Coelba através do site da empresa, WhatsApp (71) 33370-6350, Aplicativo Coelba ou através das redes sociais oficiais (instagram, twitter e facebook). O SMS 28116 pode ser usado para informar interrupção no fornecimento de energia. 

Confira o passo: 
•    Primeiro, no site da Coelba selecione a opção ‘Pagamento’ com cartão no banner principal;
•    Segundo, faça o cadastro e insira os dados do cartão de crédito, 
•    Terceiro, selecione a quantidade de parcelas desejadas e clique em ‘Pagar com o cartão’;
•    Ao selecionar a quantidade de parcelas, é possível visualizar o valor das mensalidades e o total do débito com a inclusão da taxa de juros do cartão; 

Veja dicas de como economizar luz no dia a dia:
1.    Adquira aparelhos elétricos eficientes (e use com eficiência) - Eletrodomésticos mais antigos costumam ser menos eficientes. Se puder, substitua-os por aparelhos mais novos e com selo Procel de eficiência energética ou classificados como A pelo Inmetro;

2.    Desligue o computador se não for utilizá-lo dentro de uma hora – O monitor pode ser desligado sempre que o usuário se ausentar do ambiente. Se as pausas entre os usos forem de mais de uma hora o ideal é desligar tudo.

3.    Fique de olho no carregador do celular – Não deixe o carregador de celular na tomada ou depois que o aparelho estiver completamente carregado. Além de evitar acidentes domésticos, conectado consome energia elétrica; 

4.    Aproveite a luz natural – Além de ser confortável para os olhos, aproveitar a luz do dia ajuda a reduzir o desperdício de energia.

5.    Evite usar função stant-by dos aparelhos – Não há necessidade de continuar consumindo energia se você não está usando o aparelho. Prefira tirar o eletrodoméstico da tomada quando ele não estiver em uso.

6.    Escolha lâmpadas em LED – Mesmo que elas sejam mais caras, a economia de longo prazo compensa os custos iniciais porque elas duram mais e consomem até 80% menos que as lâmpadas convencionais. 

7.    Utilize a função ‘timer’ das TVs – Evite dormir com os televisores ligados. É um consumo de energia desnecessário. Se você já sabe que costuma pegar no sono assistindo à televisão, utilize a função Timer ou Sleep e programe o aparelho para ele desligar sozinho. 

8.    Mantenha a temperatura agradável do ar condicionado – Deixar o aparelho na temperatura de conforto ajuda a reduzir o consumo de energia. Uma dica é regular o termostato entre 23 e 25 graus. 

*Fonte: Coelba. 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas