A força-tarefa que garante a ordem e ajuda a salvar vidas em Salvador

artigo
15.05.2020, 06:00:00
Atualizado: 15.05.2020, 06:19:38

A força-tarefa que garante a ordem e ajuda a salvar vidas em Salvador


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Foto: Divulgação

Quando foram registrados os primeiros casos de coronavírus em Salvador, o prefeito ACM Neto agiu de forma rápida e planejada. Enquanto promovia o fortalecimento da rede de saúde, o gestor municipal foi um dos primeiros a adotar medidas restritivas para conter a disseminação do coronavírus. E, de forma acertada, anunciou decretos que preveem a suspensão de funcionamento de shoppings, academias e instituições de ensino, estabelecem novas regras para atendimento em mercados e agências bancárias, além do uso de máscaras. As medidas foram anunciadas de forma gradativa, avaliando de maneira criteriosa o impacto do vírus na cidade.

Para garantir o cumprimento dos decretos, a Prefeitura criou a força-tarefa, liderada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar (PM). O diretor da Guarda, Maurício Lima, o secretário de segurança pública, Maurício Barbosa, o comandante Anselmo Brandão, e o coronel Sturaro foram fundamentais para montar uma equipe de respeito, com garra, firmeza e segurança para as ações.

Com o objetivo de munir a força-tarefa com informações precisas, o sistema de inteligência da Prefeitura fez um mapeamento para identificar os locais com o maior número de irregularidades e traçou roteiros diários de fiscalização. Depois, com a criação do Disque Coronavírus (160), call center exclusivo sobre o tema, foi possível contar também com a participação de toda a população que passou a fazer denúncias dos estabelecimentos que insistiam em abrir as portas. 

Há quase 60 dias atuando, a força-tarefa da Sedur, formada por 120 agentes públicos, já realizou cerca de 23 mil vistorias, mais de 1.300 interdições e 91 cassações de alvará. Junto com os médicos, enfermeiros, maqueiros, garis e entregadores de aplicativos, os fiscais, guardas e policiais realizam diariamente um trabalho essencial nessa pandemia. São verdadeiros guerreiros que estão na linha de frente e trabalham de forma ostensiva para ajudar na contenção do vírus. 

Para se fazer cumprir os decretos municipais, que têm como objetivo central salvar vidas, as equipes estão nas ruas todos os dias pela manhã, tarde e à noite percorrendo todos os bairros da capital baiana. Os agentes são munidos com informações estratégicas, mas o trabalho exige agilidade e sagacidade para identificar os estabelecimentos que buscam alternativas variadas para burlar as regras. Apesar das tentativas, os infratores encontram equipes enérgicas e determinadas a combater o inimigo invisível. 

A atuação firme da força-tarefa, trouxe resultados exitosos para o combate ao vírus, e associada a todas as medidas de enfrentamento como o fortalecimento da rede de saúde e o amparo social para a população carente, Salvador ganhou destaque por sua atuação diante da pandemia. 

Recentemente, a capital baiana foi apontada como uma das cidades mais bem preparadas para lidar com a pandemia do coronavírus. A pesquisa, realizada por quatro universidades brasileiras e divulgada pelo jornal O Globo, avaliou a proximidade do colapso do sistema de saúde de um município, com base no número de casos e os leitos de UTI disponíveis. 

As estratégias da capital baiana no combate à Covid-19 também ganharam destaque internacional na plataforma Cities For Global Health (Cidades pela Saúde Global), que reúne as melhores politicas públicas ao enfrentamento ao coronavírus. Salvador foi a primeira cidade do Norte e Nordeste considerada referência mundial. 

Esse reconhecimento é importante para nos mostrar que estamos no caminho certo. Desde o início, a Prefeitura tem reunido todos os esforços para cuidar da saúde da população. As medidas restritivas, fiscalizadas pela força-tarefa, têm forte impacto direto na economia da cidade, mas, são fundamentais, porque, neste momento, a prioridade tem de ser o bem-estar das pessoas. Com isso, seguiremos firmes, continuaremos arregaçando as mangas para cuidar do que realmente importa: a vida.

*Secretário Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas