Abalada, mãe de percussionista não vai a enterro do filho em Brotas

salvador
07.03.2016, 15:51:00
Atualizado: 07.03.2016, 17:37:14

Abalada, mãe de percussionista não vai a enterro do filho em Brotas

Cerca de 500 pessoas, entre amigos e familiares, se despediram em uma cerimônia do candomblé

O corpo do percussionista Josino Eduardo Santos Rodrigues, 35 anos, que morreu depois de ser baleado junto com o irmão gêmeo e um amigo, foi sepultado na tarde desta segunda-feira (7).

Cerca de 500 pessoas, entre amigos e familiares, se despediram em uma cerimônia do candomblé, no cemitério municipal, em Brotas. Abalada, a mãe do músico não conseguiu assistir à cerimônia. A esposa, e a irmã de Josino Eduardo estavam muito emocionadas e não quiseram falar com a imprensa.    

Mari Antunes, do Babado Novo, postou imagem ao lado do músico
(Foto: Reprodução)

Músicos e artistas prestaram homenagens a ao músico. O ex-vocalista da Timbalada, Ninha, contou que havia encontrado com o músico há uma semana. Ele disse que Josino era muito educado e bom profissional.

"É muito triste a violência. Não queremos mal a ninguém, imagine a um amigo. Vamos pedir a Deus para melhorar a consciência dos homens", disse Ninha.  

O cantor do Psirico, Márcio Victor, também esteve na cerimônia, mas, emocionado, não quis conversar com a imprensa.

Crime
Conhecidos como Dú e Jô, Josino Eduardo e o irmão gêmeo Eduardo Josino foram baleados na noite de sábado (5). Eles já trabalharam com grandes nomes da música baiana. Eles foram atingidos por disparos de arma de fogo por dois homens, segundo informou a Polícia Militar.

Jó não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ele tinha dois filhos e tocava percussão junto à banda Babado Novo. O irmão gêmeo dele estava no local do crime e apesar de ter conseguido correr, foi atingido por quatro tiros durante a ação dos criminosos.

Eduardo foi socorrido por populares para o Hospital Geral do Estado (HGE), passou por cirurgia e foi transferido para a enfermaria, onde se encontra lúcido e orientado, segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde(Sesab). O quadro dele é estável.

A morte de Jó causou comoção no meio musical. Artistas como Caetano Veloso, Saulo, Mari Antunes e Carlinhos Brown usaram as redes sociais para prestar homenagens ao músico e dar as condolências à família.

Eduardo Josino, que está internado no Hospital Geral do Estado (HGE), participou de um show do cantor Saulo na semana passada, segundo informou a esposa da vítima.

Investigação
O caso segue sendo investigado pela delegada Mariana Ouais, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa(DHPP). A polícia não informou se possui imagens do crime ou se alguém já prestou depoimento.

Testemunhas identificaram o traficante Neném, da Rua da Bica, em Brotas,  como um dos autores do assasinato. Outro suspeito é o também traficante Lucas. 

Na tarde de ontem, a polícia prendeu a namorada de Lucas e tenta descobirir seu paradeiro. A técnica de de enfermagem Taís Azevedo nascimento foi detida na própria casa. Com ela foram apreendidos drogas, munições e R$ 2,4 mil. A polícia investiga se a técnica de enfermagem tem envolvimento como o homicídio do músico.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas