'Achei que a casa estava caindo', diz moradora que ouviu batida do metrô

salvador
31.05.2022, 11:44:00
(Arisson Marinho/CORREIO)

'Achei que a casa estava caindo', diz moradora que ouviu batida do metrô

Barulho assustou quem mora perto da linha

O descarrilamento do metrô causou um grande susto nos moradores do Calabetão. O estrondo fez quem estava em casa sair correndo para ver o que tinha acontecido, na manhã desta terça-feira (31). Seis pessoas ficaram feridas, sendo dois funcionários da CCR e quatro passageiros. 

"Foi um barulho muito grande, achei que alguma casa estava caindo e saí correndo", contou a dona de casa Rejane Nascimento, 27 anos. Mas, ao sair, se deparou com a batida entre o vagão e o carrinho de manutenção. Havia fumaça saindo do trem.

Moradores contaram que os passageiros conseguiram abrir uma das portas do trem para sair do vagão. No impacto da batida, o carrinho da manutenção foi projetado para fora dos trilhos, derrubou a grade e  invadiu a parte de matagal.

Rejane disse que ficou surpresa ao ver o carrinho de manutenção durante o dia, visto que as manutenções no metrô acontecem durante a madrugada. Responsáveis da CCR e policiais militares estão no local acompanhando a ocorrência.

Acidente
O médico do Samu Uenderson Araújo Barbosa que está atuando no atendimento às vítimas contou que os funcionários estavam no comando do carro de manutenção da CCR que bateu em um dos vagões.

Com o impacto da colisão, os passageiros - duas mulheres adultas, uma idosa e um homem - acabaram sendo projetados para frente, dentro do vagão. Segundo o médico, eles apresentavam dores abdominais e por isso foram regulados para o Hospital Geral do Estado e Hospital Municipal.

Os passageiros foram retirados do vagão por funcionários da CCR. 

Segundo o coordenador do Samu Salvador, Ivan Paiva, ao todo, foram deslocadas cinco ambulâncias do Samu para atender a ocorrência.

Ainda de acordo com Ivan, algumas pessoas que estavam nos vagões foram deslocadas pela CCR para as estações do metrô.

O acidente aconteceu no trecho entre as estações Pirajá e Bom Juá, na Linha 1. Imagens feitas por testemunhas mostram a força do impacto entre os dois equipamentos. 

Em nota, a CCR informou que  acionou nesta manhã o Plano de Apoio entre Empresas em Situações de Emergência (PAESE) por conta de um descarrilamento entre o caminhão de alinhamento e uma composição.

A linha 1 do serviço está operando entre os terminais Acesso Norte até a Lapa, nas duas direções. Não há previsão de quando o serviço será restabelecido. A linha 2 está operando normalmente.  

"A CCR Metrô Bahia está atuando com todas as suas equipes de segurança, manutenção e atendimento para prestar todo o atendimento necessário e minimizar os impactos da ocorrência", diz a empresa.

Leia a nota na íntegra:

"A segurança dos clientes e colaboradores é um valor para a CCR Metrô Bahia. A concessionária acionou nesta manhã o Plano de Apoio entre Empresas em Situações de Emergência (PAESE) por conta de um descarrilamento entre o caminhão de alinhamento e uma composição, causando um deslocamento do trem. A CCR Metrô Bahia salienta que não houve feridos durante a ocorrência. Devido à situação, a Linha 1 opera apenas entre os terminais Acesso Norte até a Lapa, nas duas direções e ainda não há previsão para restabelecer o serviço. A linha 2 já foi restabelecida. A CCR Metrô Bahia está atuando com todas as suas equipes de segurança, manutenção e atendimento para prestar todo o atendimento necessário e minimizar os impactos da ocorrência."

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas