ACM Neto diz que Ford tem que passar por 'constrangimento' após fechar fábricas

bahia
13.01.2021, 13:11:00
Atualizado: 13.01.2021, 13:11:26
(Foto: Divulgação)

ACM Neto diz que Ford tem que passar por 'constrangimento' após fechar fábricas

Ex-prefeito de Salvador esteve em Teixeira de Freitas para iniciar 'turnê' por cidades baianas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ex-prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto, começou nesta quarta-feira (13), em Teixeira de Freitas, sua "tournê" por algumas cidades no interior da Bahia. Durante entrevista coletiva realizada no sul do estado, ele comentou o fechamento da fábrica da Ford em Camaçari.

ACM Neto lamentou pelos empregos perdidos e pelo impacto econômico que, em sua visão, afetará todo o estado. Por conta de toda a imagem negativa gerada por esta decisão, o gestor disse acreditar que a empresa vai passar por um "constrangimento".

"A Ford não pode sair da Bahia e do Brasil sem, no mínimo, passar por um constrangimento. Mostrando ao cidadão, que é consumidor, o desprestígio do país com a empresa. A Ford, na minha opinião, vai perder mercado no Brasil em função disso. Então esse constrangimento não pode deixar de existir", projetou.

O ex-prefeito de Salvador não quis entrar no debate sobre de quem era a culpa pelo fechamento da fábrica - do governo federal ou estadual -, mas cobrou uma atitude do governador Rui Costa para evitar que o impacto seja ainda maior.

"A Bahia não pode ver isso de braços cruzados. Temos que cobrar do governador uma ação para compensar o prejuízo econômico e, principalmente, os empregos. Seja atraindo uma nova indústria deste patamar ou seja criando uma política pública para ajudar os trabalhadores prejudicados", cobrou.

Mesmo não querendo realizar críticas políticas, o presidente do Democratas falou que o fechamento da fábrica é mais um sintoma da perda de relevância econômica que a Bahia está tendo.

"Não quero politizar esse debate, mas não podemos fechar os olhos para isso. Quando a gente obseva outros estados do país, e do próprio Nordeste, constatamos que eles cresceram em relação a nós, tendo um destaque no setor industrial", analisou. 

Apesar de não esconder a tristeza pelo encerramento das operações, ACM Neto fez questão de falar sobre a importância da fábrica da Ford para a Bahia durante seus 20 anos de operação.

"A fábrica teve um peso simbólico para a Bahia e o Nordeste, pois foi a primeira indústria automotiva deste porte a se instalar fora do eixo Sul-Sudeste. Por isso não podemos destacar a luta que Antônio Carlos Magalhães, meu avô, teve para viabilizar esse projeto", disse.

Turnê pela Bahia
ACM Neto irá realizar nas próximas semanas uma espécie de "turnê" pelas principais cidades do estado. A cidade de Teixeira de Freitas foi a primeira a ser visitada, com Eunápolis e Luís Eduardo Magalhães sendo as próximas.

Segundo o gestor, as visitas ocorrerão em cidades que elegeram prefeitos do Democratas. Teixeira, por exemplo, escolheu Marcelo Belitardo em 2020. Por conta disso, ACM Neto negou que as visitas sejam uma forma de promover seu nome para uma eventual candidatura ao governo do estado em 2022.

"Essas visitas não estão mirando 2022. Nesse primeiro momento o nosso foco é trazer essa experiência para o prefeito Marcelo que acabou de asumir o governo. Logo mais teremos uma apresentação técnica de pontos que acho essenciais para o êxito da administração municipal. O objetivo é detalhar os principais desafios para a gestão", disse. 

"Nosso objetivo é pegar as cidades mais importantes da Bahia com prefeitos do Democratas. Queremos que essas cidades sejam vitrines das boas gestões do partido, igual Salvador foi nos oito anos", completou o presidente nacional da legenda.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas