Acusados de matar motorista de ônibus são presos em Alagoinhas

bahia
10.06.2022, 16:12:00
(Reprodução)

Acusados de matar motorista de ônibus são presos em Alagoinhas

Edvaldo Ferreira de Souza, 50 anos, foi vítima de latrocínio enquanto trabalhava na BR-101. em janeiro deste ano

Os quatro acusados de matar o motorista de ônibus Edvaldo Ferreira de Souza, 50 anos, em Alagoinhas, em janeiro deste ano, foram presos na manhã desta sexta-feira (10), durante cumprimento de mandado de prisão e de busca e apreensão da Operação Unum Corpus.

Os policiais da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Alagoinhas) cumpriram os quatro mandados, três em residências do município e o outro de um interno do Sistema Prisional. 

A vítima foi morta a tiros enquanto trabalhava na BR101. Um grupo que estava em um carro roubado, parou o ônibus e efetuou os disparos. Após ser atingido, o motorista perdeu a direção e invadiu um matagal à beira do acostamento.  Edvaldo chegou a ser socorrido por agentes do 4º Batalhão da Polícia Militar (4°BPM) ao Hospital Regional Dantas Bião, mas não resistiu.

Os acusados do latrocínio foram encaminhados para a delegacia de Alagoinhas, onde seguem à disposição da Justiça. 

Operação Unum Corpus

A Operação Unum Corpus, que está em sua quinta fase, integra as 26 Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior (Coorpins) no cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão. Mais de 600 policiais participarão das ações, que têm foco em envolvidos em Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio. 
 
Ao longo de suas primeiras quatro fases, a Unum Corpus tirou de circulação 406 criminosos.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas