Adolescente de 13 anos engravida após ser estuprada; suspeito é o marido da prima

brasil
22.09.2020, 10:36:52
Atualizado: 22.09.2020, 10:52:22
(Foto: Reprodução / Shutterstock)

Adolescente de 13 anos engravida após ser estuprada; suspeito é o marido da prima

Garota foi internada em mesmo hospital de Recife onde menina de 10 anos realizou aborto legalizado mês passado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma adolescente de 13 anos deu entrada no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam-UPE) depois de passar mal após uma refeição e, quando foram realizados os exames, foi confirmada uma gravidez de dois meses. A tia da vítima, em entrevista à TV Jornal, contou que a garota disse estar sofrendo abusos praticados pelo marido de uma prima. A suspeita é de que o crime estivesse sendo cometido há dois anos. O caso aconteceu em um bairro da Zona Norte do Recife.

"Ela sentiu uma dor, uma agonia e estava botando para fora (a refeição). Meu ex-cunhado levou para o hospital. Quando foi ver, era gravidez. Ela está com dois meses", conta a tia. A adolescente segue internada na unidade de saúde, e a família dela registrou um boletim de ocorrência. A família suspeita que os abusos aconteciam quando a vítima ia até a casa do marido da prima para brincar com o filho do suspeito. "Ela (a adolescente) disse que ele esperava a mulher dormir e, quando ela dormia, eles iam para o outro cômodo", acrescenta.

A parente da adolescente afirma que o marido da prima sumiu depois de receber a notícia da confirmação da gravidez. "Ele lavrou na mesma hora, porque estava abusando dela até o bucho não aparecer. Depois que o bucho apareceu, ele saiu corrido. Mesmo que ela faça o aborto, e a cabeça da criança, como vai ser? Como ela vai voltar pro mundo agora? E a juventude dela? Com 13 anos é para ela brincar de boneca. Eu quero é justiça, quero que ele seja preso. Do jeito que fez com minha sobrinha, pode fazer com minha filha", declarou.

Ainda segundo a tia, a garota havia tentado contar sobre o caso em um almoço de família. "Eu moro longe e ela disse 'tia, eu vim almoçar aqui'. Passou o dia todinho, quando ela veio falar algo comigo, eu não consegui escutar porque os meninos estavam brincando. O pai dela estava comentou que fazia uma semana que ela estava dizendo que ia tentar suicídio, que preferia morrer. Eu acho que ela já sabia que estava grávida", comenta.

Em nota, o Cisam/UPE informou que, por questões jurídicas e de sigilo médico, não iria comentar sobre o caso. A Polícia Civil de Pernambuco confirmou que está investigando o crime.

Em agosto deste ano, uma menina de 10 anos foi atendida no Cisam/UPE e, de acordo com a polícia, a criança, natural do Espírito Santo, engravidou de um tio de 33 anos, que foi preso posteriormente. O caso teve grande repercussão já que grupos a favor e contra o aborto legal ao qual ela foi submetida chegaram a protestar em frente à unidade de saúde. Após receber alta, a vítima retornou para o Espírito Santo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas