Advogada é morta com três tiros por sequestradores em Feira

bahia
27.06.2018, 13:00:00
Atualizado: 27.06.2018, 20:14:05

Advogada é morta com três tiros por sequestradores em Feira

Vítima foi sequestrada junto com secretária ao sair de escritório

A advogada criminalista Silvia da Silva Carvalho, 56 anos, foi sequestrada e assassinada a tiros na noite desta terça-feira (27), em Feira de Santana, Centro-Norte do estado. Ela tinha acabado de sair do escritório onde trabalhava, em frente ao Complexo Policial do Sobradinho, quando foi surpreendida por quatro homens em um carro. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da cidade. 

Advogada criminalista Silvia da Silva Carvalho (Foto: Reprodução)

Boa parte da ação dos criminosos foi testemunhada pela secretária do escritório de Silvia. Ela estava de carona no carro da vítima quando os bandidos chegaram em outro veículo. A secretária foi ouvida pelo delegado Gustavo Coutinho, que acompanhou o levantamento cadavérico.

A secretária contou ao delegado que ambas tinham acabado de fechar o escritório, por volta de 19h20, e a 500 metros do Complexo Policial do Sobradinho, um carro branco sedan emparelhou com o Siena, placa OZN 4552, dirigido por Silvia. 

“Então, um dos homens fez um gesto para encostar o Siena e ela atendeu, acreditando que seria um cliente. Foi quando um deles sacou a arma e mandou a secretária ir para o banco de trás e a advogada ir para o banco do carona. Um dos bandidos assumiu o volante e um outro entrou também atrás e cobriu o rosto da secretária com uma camisa e mandou ela ficar de cabeça baixa”, contou o delegado Coutinho. 

Em seguida, os dois carros seguiram em direção à Estrada do Alecrim Miúdo, na Fazenda Jenipapo II, distrito de Maria Quitéria, zona rural de Feira. No trajeto, a secretária disse que os bandidos xingavam a advogada. “Eles chamaram ela de [xingamentos], disseram que ela recebeu um dinheiro e não deu entrada no processo”, relatou o delegado.

Num determinado momento, antes de chegarem ao destino, os bandidos pararam o Siena e mandaram a secretária entrar no segundo carro, onde estavam os outros dois bandidos. Logo após, seguiram o trajeto. 

Quando chegaram na zona rural, por volta das 20h30, os criminosos mandaram a advogada sair do Siena. A secretária contou que, em seguida, escutou cinco disparos. “Apesar da quantidade de disparos, encontramos, inicialmente, três perfurações na nuca”, disse o delegado Gustavo Coutinho.

Depois de executaram Silvia, os bandidos libertaram a secretária. “Eles disseram que ela não entrava em nada, que o alvo era a advogada”, disse o delegado. O carro da advogada foi abandonado em um acostamento de um trecho da BR-116.

Ainda de acordo com o delegado, a secretária trabalhava com Silvia havia menos de uma semana e, nesse período, ela disse que a advogada nunca mencionou que tivesse algum problema.

A assessoria da Secretaria da Segurança Pública (SSP) disse que acompanha o caso e que, a princípio, a Polícia Civil acredita que a motivação seria vingança por conta de um desacerto com criminosos para os quais a vítima advogava.

Em nota, a Ordem de Advogados do Brasil - Seção Bahia (OAB-BA) diz que "espera da Secretaria da Segurança Pública uma apuração profunda e imediata do crime" e que "acompanhará diligentemente as investigações e prestará também todo o apoio à família da colega assassinada".

Confira nota na íntegra:
"A Ordem dos Advogados do Brasil Seção Bahia vem a público apresentar seu mais veemente repúdio ao brutal assassinato da advogada Sílvia da Silva Carvalho, sequestrada  e morta a tiros na noite do último domingo (26), em Feira de Santana, em um crime aparentemente relacionado ao seu exercício profissional, ao tempo em que lamenta a perda irreparável da colega e se solidariza com os familiares e amigos enlutados.

Segundo informações da imprensa e da polícia, ao sair de seu escritório, que fica em frente ao Complexo de Delegacias do Sobradinho, em seu automóvel, Sílvia teria sido seguida por quatro homens em outro veículo, que abordaram e tomaram o carro da advogada, levando-a para a Estrada do Alecrim Miúdo, na Fazenda Jenipapo II, distrito de Maria Quitéria, na zona rural do município, onde a executaram com cinco tiros.

O assassinato de uma advogada no exercício da profissão é fato gravíssimo que representa um ataque não apenas a toda a advocacia, mas à própria Justiça, ao Estado democrático de Direito e a toda a sociedade baiana.

Em nome de todas as advogadas e advogados do estado, OAB da Bahia espera da Secretaria de Segurança Pública uma apuração profunda e imediata do crime para que seja feita justiça e os assassinos sejam punidos na forma da lei. A Ordem acompanhará diligentemente as investigações e prestará também todo o apoio à família da colega assassinada.

Luiz Viana Queiroz
Presidente da OAB da Bahia 
Marcus Carvalhal
Presidente da OAB Subseção Feira de Santana"


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/girassol-whindersson-nunes-e-priscilla-alcantara-lancam-musica/
A música já está disponível em plataformas digitais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/carolina-ferraz-diz-que-nao-vai-mais-atuar-em-novelas/
Ela diz que vai continuar atuando em filmes e minisséries
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ufrb-aluno-diz-que-recusou-prova-de-professora-negra-por-questao-de-energia/
Vídeo mostra Danilo com mala e sacola conversando com delegado e professor na Rodoviária de Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/meu-deus-do-ceu-mataram-morador-gravou-morte-de-suspeito-de-assalto/
Comparsa foi agredido; população evitou roubo de carro na Ribeira
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vencedor-do-festival-de-berlim-synonymes-estreia-em-salvador/
Longa-metragem narra história de um soldado israelense que foge para Paris
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/suspense-em-familia-a-moda-de-agatha-christie/
Com três indicações ao Globo de Ouro, Entre Facas e Segredos revive o velho e bom clima de “quem matou?”
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/estudante-acusado-de-racismo-tentou-usar-cota-para-entrar-na-ufrb/
Ele teve o pedido negado, mas tentou recurso para conseguir vaga
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/estudante-e-hostilizado-em-residencia-vamos-ver-com-quantos-paus-se-mata-um-racista/
Caso ocorreu na residência universitária onde morava o estudante que se recusou a receber prova de professora negra
Ler Mais