Afastado por problema de saúde, Maurício Kubrusly deixa a Globo após 34 anos

variedades
31.05.2019, 20:26:00
Atualizado: 31.05.2019, 20:32:05
(Foto: Zé Paulo Cardeal/TV Globo)

Afastado por problema de saúde, Maurício Kubrusly deixa a Globo após 34 anos

Ele estava fora do ar desde 2017; emissora não renovou contrato do jornalista

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O jornalista Maurício Kubrusly, 73 anos, deixa a Rede Globo após 34 anos - segundo o Notícias da TV, a emissora foi quem decidiu não renovar o contrato e o profissional já sabia que isso iria ocorrer. Kubrusly estava fora do ar desde o fim de 2017. Em comunicado que a emissora distribuiu, o diretor-geral de Jornalismo Ali Kamel afirma que o repórter "parte para viver novo sonho".

O repórter começou a carreira no Jornal do Brasil, dirigiu a revista Somtrês por dez anos e em 1985 foi contratado pela Globo para cobrir o primeiro Rock in Rio. Desde então, ficou na emissosa e em 2000 teve sucesso com o quadro Me Leva, Brasil, no Fantástico, que ficou no ar até setembro de 2016, quando Kubrusly adoeceu.

Em novembro de 2016, o jornalista teve um infarto e colocou dois stentes no coração. Ele passou a aparecer de maneira menos constante no ar até o fim de 2017, quando, na festa de fim de ano do Fantástico, sofreu uma queda. Ele passou por cirurgia para tirar coágulo do cérebro.

De acordo com o Uol, o jornalista tem problemas de memória e alguns dias não consegue sequer reconhecer as pessoas - ele não foi diagnosticado com Alzheimer, mas tem algum tipo de demência, afirma o site. Mesmo assim, o jornalista ia trabalhar todos dias, participando de reuniões e escrevendo textos, mas já não gravava, o que não o deixava satisfeito.

O contrato dele venceu hoje e ele já esperava que não seria renovado. Na mensagem enviada por Kamel, ele diz que Kubrusly "não dá para classificar, rotular. Ele é o oposto do convencional". O diretor elogia o jornalista por ter conseguido "criar uma marca" e ter virado referência na profissão. "Depois de 34 anos na Globo, ele parte para viver novo sonho. Um projeto pessoal que, logo mais, será dividido por ele com todos", acrescenta. O diretor finaliza agradecendo ao repórter "por todos esses anos de extrema competência e profissionalismo". 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas