'Agressivo e com preocupações sexuais': conheça Lázaro Barbosa, o assassino baiano

brasil
14.06.2021, 11:02:57
Atualizado: 14.06.2021, 11:06:28
(Foto: Reprodução)

'Agressivo e com preocupações sexuais': conheça Lázaro Barbosa, o assassino baiano

Operação para prisão do criminoso mobiliza mais de 200 policiais no DF

O homem mais procurado do Distrito Federal, atualmente, é o baiano Lázaro Barbosa Sousa. Nascido em Barra do Mendes, onde ele cometeu ao menos dois assassinatos, o serial killer mudou de estado para dar sequência a sua empreitada criminosa.

Em uma de suas passagens pela polícia, em 2013, ele respondia por roubo, porte de arma de fogo e estupro.

As autoridades realizaram um laudo criminológico para investigar o perfil psicológico do suspeito. O relatório, divulgado, pelo G1, apontou que o maníaco tem características de personalidade como "agressividade, ausência de mecanismos de controle, dependência emocional, impulsividade, instabilidade emocional, possibilidade de ruptura do equilíbrio, preocupações sexuais e sentimentos de angústia".

Saiba mais sobre os crimes e fuga de Lázaro: Lázaro Barbosa: serial killer baiano mobiliza 200 policiais em busca de 6 dias no DF

O documento aponta ainda que caso Lázaro Barbosa fosse "inserido no contexto social e ambiental ao qual pertencia antes de sua reclusão, provavelmente retornará a delinquir."

O laudo criminológico ainda indicava que Lázaro "tinha consciência de sua atitudes" e que, apesar de "assumi-las e perceber o sofrimento causado em terceiros (passos importantes no processo de ressocialização), percebe-se que todos os crimes cometidos estão diretamente relacionados a dependência química, fato do qual o periciando não tem autocontrole, haja vista uso abusivo de bebida alcoólica antes de sua reclusão e vício no crack após a prisão."

A conclusão dos três psicólogos que assinam o laudo foi que antes de conceder qualquer benefício, "com o objetivo de promover um retorno saudável do indivíduo ao convívio social, tanto para si quanto para a coletividade" seria necessário o acompanhamento psicológico de Lázaro, "de forma regular e frequente".

Além disso, o grupo indicou que Lázaro fosse incluído em grupos de ajuda "tanto para dependentes químicos quanto para abusadores sexuais".

Leia também: 3.787 ossos humanos são encontrados em casa de idoso serial killer e canibal

O documento ainda destaca que Lázaro teve o desenvolvimento psicossocial prejudicado por agressão familiar, uso abusivo de álcool e outras drogas, falecimento de familiar, abandono de atividades escolares, trabalho infantil e situação financeira precária.

Atualmente, Lázaro é caçado no Distrito Federal e em Goiás por ter matado quatro integrantes de uma família, sequestrado ao menos cinco pessoas, invadido propriedades, roubado e ateado fogo em carros.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas