Agressor racista volta a ameaçar jornalista Maíra Azevedo, a Tia Má

salvador
02.03.2018, 21:08:58
Atualizado: 02.03.2018, 22:11:01

Agressor racista volta a ameaçar jornalista Maíra Azevedo, a Tia Má

PM faz rondas para garantir segurança de influenciadora digital

Apesar da queixa registrada na 1ª Delegacia (Barris) na tarde desta quinta-feira (1º), o autor de injúrias raciais contra a jornalista e influenciadora digital Maíra Azevedo, conhecida como Tia Má, voltou a atacar nesta sexta-feira (2).

“Sou hacker, vou acabar com a sua vida. Não passa de hoje”, disse o agressor em uma das mensagens enviadas à jornalista baiana. 

Reprodução
Além de encaminhar as reproduções à polícia, jornalista denunciou agressões em sua rede social. (Foto: Reprodução)

Assustada, Maíra achou melhor que seu filho não fosse à escola. “A gente não sabe quem é o agressor. Pode ser uma pessoa distante, mas também pode ser alguém próximo”, justificou.

Ela acionou seu advogado, que enviou reproduções das novas ameaças para a delegada que investiga o caso, Maria Dahil. 

Foto: Reprodução
Jornalista destacou importância de denunciar ameaças. (Foto: Reprodução)

“Entrei em contato com a delegada encaminhando o print das novas ameaças e pedindo um adiantamento do caso. Ela entrou em contato comigo dizendo que tinha encaminhado um ofício para a operadora de telefonia pedindo quebra de sigilo”, revelou Uelber Cardoso, advogado da jornalista.  

Cuidados
Depois da nova ameaça, a jornalista passou a tomar certos cuidados, como evitar sair sozinha e não atender mais às ligações do agressor no seu telefone para contatos profissionais. Para mantê-la em segurança, a Polícia Militar passou a fazer rondas no entorno da sua casa.

“Tenho que agradecer à Major Denice Santiago (comandante da Ronda Maria da Penha) e ao capitão Walter, por se colocarem à disposição para ajudar. Me sinto segura”, ressaltou Maíra. 

Tia Má voltou a dizer que não vai se intimidar com as ameaças. “Mesmo se a pessoa continuar a me ameaçar, eu vou continuar denunciando. Quem ameaça, quer te silenciar. Mas o silêncio não garante que a pessoa não vá agir de forma violenta. Por isso é importante denunciar”, falou, acrescentando que tem recebido muito apoio e solidariedade de todas as partes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas