Agricultores baianos doam big bags para remoção de óleo no mar

bahia
29.10.2019, 05:00:00

Agricultores baianos doam big bags para remoção de óleo no mar

Interlocução aconteceu em evento realizado pelo CORREIO e donativos já chegaram à Salvador

A causa do óleo vem movimentando todos os setores da sociedade. A urgência ambiental moveu empresários do setor agrícola da Bahia, que doaram dois caminhões com big bags, material que vem sendo usado para acomodar o resíduo tóxico que, desde o início do mês, mancha o mar do estado. A doação foi oferecida ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) durante o I Fórum de Inovação e Sustentabilidade para a Competitividade, realizado pelo CORREIO na última quinta-feira (24).

“É um reflexo de postura do órgão, que está aberto ao diálogo. O Ibama tem a função de fiscalizar e punir os poluidores, respeitando o trabalho de quem promove o desenvolvimento do estado. Quando entendemos a função um do outro, isso gera benefícios para todos e eles entederam que a preservação do meio ambiente é um ativo que os diferencia”, argumentou Rodrigo Alves, superintendente do órgão.

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre o óleo que atingiu o Nordeste

As big bags já serão encaminhadas junto com EPIs para os municípios afetados no Sul da Bahia, curso que o óleo tem seguido. Rodrigo conta que durante o evento de sustentabilidade relatou aos presentes a dificuldade do trabalho no combate às manchas de petróleo e, ao fim, os empresários o procuraram para oferecer as sacolas, material trivial na atividade deles e que costuma ser usado para acomodar fertilizantes e embalar soja, milho, etc.

Os donativos foram enviados pela Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), formadas por 170 membros. Presidente da Abapa, Julio Busato diz que entendeu a gravidade do problema e somou-se aos esforços. “É um problema sério, com consequências não só ambientais, mas também turísticas, econômicas, trazendo prejuízos para os pescadores. Tem que todo mundo ajudar e essa foi a forma que encontramos”, comentou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas