Aleixo Belov inaugura museu com relíquias adquiridas em cinco viagens ao redor do mundo

salvador
30.11.2021, 20:06:00
(Luciano Trink/ Divulgação)

Aleixo Belov inaugura museu com relíquias adquiridas em cinco viagens ao redor do mundo

Localizado em um casarão no Largo do Santo Antônio Além do Carmo

O Centro Histórico de Salvador passará a contar com um novo ponto turístico. Será inaugurado, nesta quarta-feira (1), o Museu do Mar Aleixo Belov. Localizado em um casarão de três andares no Largo do Santo Antônio Além do Carmo, o equipamento guarda relíquias adquiridas pelo velejador Aleixo Belov durante suas cinco viagens ao redor do mundo, sendo três delas em solitário no veleiro “Três Marias”. A embarcação, construída pelo próprio comandante, em 1976, é o pilar central do museu. 

O Museu do Mar foi idealizado por Belov, que começou a sonhar com o espaço cultural em 2018. Desde então, ele veio selecionando as peças que estarão à disposição do público que quiser conhecer mais sobre a navegação e outras culturas. Dentre elas, relíquias trazidas da Polinésia, da Austrália, da Índia e de alguns países africanos. 

 "Todos nós vamos morrer um dia, mas não queria que meu acervo se perdesse. Por isso, nasceu a ideia de ter o Museu do Mar. Ele vai servir para quem quer aprender a navegar e amar o mar”, salienta Belov. 

“Tudo que usei para dar as voltas ao mundo está no museu, como o veleiro ‘Três Marias’, as cartas náuticas e os aparelhos de navegação”, acrescenta.

Ao todo, o espaço cultural tem 540 metros quadrados de exposição permanente, com o legado de Belov, e 110 metros quadrados para exposições temporárias, além de uma cafeteria na área interna do museu e de um restaurante na esquina do equipamento, com uma belíssima vista para a Baía de Todos-os-Santos. O projeto museológico, que inclui uma sala de projeção de filmes, é assinado por Heloísa Helena Costa. Já o arquitetônico ficou sob responsabilidade de Joaquim Gonçalves.

A inauguração contará com um evento especial para convidados. No entanto, a partir do dia 2 de dezembro, o equipamento seguirá aberto ao público das 10h às 18h, de terça a domingo. O ingresso para ter acesso ao local custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Crianças de até 5 anos não pagam. Nas quartas, haverá gratuidade.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas