Alta rotatividade: Bahia utilizou 21 dos 25 jogadores do elenco

e.c. bahia
17.04.2020, 05:00:00
Elenco tricolor disputou dez partidas até a pausa no calendário por conta da pandemia do coronavírus (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Alta rotatividade: Bahia utilizou 21 dos 25 jogadores do elenco

Apenas quatro atletas ainda não estrearam pelo Esquadrão em 2020

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A temporada do Bahia foi interrompida de forma brusca com a paralisação do futebol brasileiro por conta da pandemia do novo coronavírus. Mas, apesar de ter disputado apenas dez partidas nos primeiros três meses, o técnico Roger Machado conseguiu ter uma boa amostra do elenco que tem para a sequência do ano.

Dos 25 jogadores que compõem o grupo principal do tricolor, 21 foram utilizados em algum momento da temporada. O número representa 84% do elenco. Apenas quatro jogadores ainda não entraram em campo esse ano com a camisa azul, vermelha e branca, sendo que dois deles não estavam à disposição de Roger.

Até a pausa nos jogos, Elton e Marco Antônio estavam em processo de recuperação de lesões. O volante não atua desde o dia 17 de julho do ano passado, quando sofreu uma lesão no joelho e precisou passar por cirurgia. Ele chegou a iniciar a pré-temporada, mas voltou a sentir a contusão. Já o meia Marco Antônio sofreu um estiramento no pé e passou por procedimento cirúrgico.  

Entre os que estavam disponíveis, só Nino Paraíba e Ernando não foram utilizados por Roger. O lateral direito, inclusive, que foi titular do time nas duas últimas temporadas, em 2020 perdeu a vaga para João Pedro.

Por outro lado, tem um grupo de atletas que não pode se queixar das oportunidades. Base da equipe titular, os laterais Juninho Capixaba e João Pedro, o zagueiro Juninho, os volantes Gregore e Flávio e os atacantes Clayson, Élber e Gilberto estiveram em campo em todos os jogos do Esquadrão na temporada.

A alta rotatividade de jogadores pode ser explicada pela quantidade de competições que o clube estava disputando no primeiro semestre. E poderia ser ainda maior. Ao todo, o Bahia iniciou o ano envolvido em quatro competições: Copa do Nordeste, Campeonato Baiano, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.

Para dar folga ao elenco principal, o clube montou a estratégia de disputar o estadual somente com a equipe de aspirantes. Além disso, Roger Machado viu a quantidade de jogos cair no primeiro trimestre após eliminação precoce na primeira fase da Copa do Brasil, com derrota de 1x0 para o River-PI.

Quase titulares

Entre os jogadores que formam o banco de opções para Roger Machado, dois atletas podem ostentar a marca de serem praticamente considerados titulares. Os atacantes Arthur Caíke e Fernandão estiveram presentes em oito jogos com a camisa do Bahia.

O camisa 77 é o reserva mais utilizado por Roger na temporada. Ele só não participou dos confrontos diante de Santa Cruz e Imperatriz, ambos pela Copa do Nordeste. No último jogo do tricolor antes da paralisação das atividades, Arthur entrou no segundo tempo e deu o passe para Juninho Capixaba selar a vitória do Bahia sobre o América de Natal, por 2x0, na Arena das Dunas.

Já Fernandão soma sete jogos pelo time principal, todos saindo do banco de reservas. Na única vez em que foi titular na temporada, o camisa 20 atuou pela equipe de aspirantes, contra o Jacuipense, pelo Campeonato Baiano. O pedido para jogar pelo time sub-23 partiu do próprio jogador, que desejava mais minutos em campo. O atacante, no entanto, ainda não balançou as redes em 2020.

Vale lembrar que elenco e comissão técnica estão de férias coletivas desde o dia 1º de abril. O período, inicialmente, seria de 20 dias, mas como a pandemia de coronavírus ainda não está controlada no Brasil, o clube acrescentou mais dez dias, assim como as outras equipes das Séries A e B.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas