Aluguel pago pela OAB para conselheiro baiano esquenta briga pelo comando da ordem no estado

satélite
23.11.2021, 05:00:00

Aluguel pago pela OAB para conselheiro baiano esquenta briga pelo comando da ordem no estado

Por Jairo Costa Júnior

Ao explicar por que tem o aluguel em Brasília pago com o caixa do Conselho Federal da OAB, assunto que elevou a temperatura às vésperas da disputa pelo comando da ordem na Bahia, o vice-presidente nacional da entidade, Luiz Viana Queiroz jogou mais gasolina na fogueira acesa por adversários da chapa integrada por ele na corrida pela presidência estadual da OAB. Servidor de carreira da Procuradoria-Geral do Estado, Queiroz alegou que, embora lotado na Bahia, está em exercício no escritório do órgão na capital federal, para atuar junto aos tribunais superiores. Para os rivais, como ele recebe salário do governo estadual, deveria bancar a moradia em Brasília com os próprios rendimentos.

Só na multidão
Em nota enviada ontem à imprensa, Queiroz informou que a OAB custeia o aluguel mensal de R$ 8 mil com base em decisão do Conselho Federal da ordem, extensível a todos os diretores. Contudo, ele foi o único a usar o benefício. Em defesa própria, acabou admitindo que nenhum dos outros quis se mudar para Brasília. 

Questão de ordem
Os custos da OAB para bancar a residência de Luiz Viana Queiroz em Brasília, incluindo despesas com lavagem de cortinas, foram revelados ontem pelo site JuriNews, especializado nos bastidores jurídicos, e causou desgastes à chapa da situação, liderada por Daniela Borges. Animados com a repercussão do caso, os rivais de Queiroz, candidato do grupo de Daniela ao cargo de conselheiro federal  da ordem, concentraram a artilharia em um só alvo. No caso, insistir que, apesar do caráter legal do que consideram “mordomia”, ter o aluguel custeado por contribuições dos advogados nada tem de moral.

Lamento sertanejo
Embora apareça como o mais bem posicionado candidato da chamada terceira via na  nova pesquisa do Instituto Paraná sobre a sucessão presidencial, divulgada ontem, o ex-juiz Sérgio Moro tem o Nordeste como obstáculo a ser superado se quiser crescer no páreo. Na região, obteve a mais baixa intenção de voto, com 8,3%, ante 14,7% do Sul, 12,2% do Norte e Centro-Oeste e 10,4% do Sudeste.  O Nordeste foi também a única região em que o ex-juiz está abaixo do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), seu oponente direto na terceira via, ainda assim com meio ponto percentual a menos.

Agora, só depois
A Mesa Diretora da Assembleia está decidida a autorizar a retomada das atividades 100% presenciais só após o início do próximo ano legislativo, em fevereiro de 2022. Em reunião recente, o presidente da Casa, Adolfo Menezes (PSD), e demais membros da Mesa consideraram ainda arriscado  liberar o retorno pleno dos trabalhos parlamentares, mesmo que o dados indiquem um razoável controle da pandemia no estado.  

Que fado!
Em viagem oficial à Portugal , o deputado federal Arthur Maia (DEM) testou positivo para a covid logo após chegar, na última sexta, e já cumpre quarentena em Lisboa, onde foi obrigado a seguir o protocolo sanitário imposto pelas autoridades lusitanas. Incluindo, isolamento total. Apesar do chabu na visita, Maia diz estar bem e sem sintomas.

Fruto de um projeto de minha autoria, em conjunto com outras deputadas, a Lei Mariana Ferrer foi   sancionada. Agora é crime ofender ou constranger vítimas em julgamento
Lídice da Mata, deputada federal pelo PSB da Bahia, ao comemorar a sanção da lei em homenagem à produtora influencer estuprada por um empresário, caso que ganhou notoriedade pelo polêmico termo ‘estupro culposo’   

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas