Após disputar herança de Gugu, Salvático não quer dividir bens com verdadeiro marido

em alta
15.06.2020, 08:52:11
Atualizado: 15.06.2020, 08:57:07
(Foto: Reprodução)

Após disputar herança de Gugu, Salvático não quer dividir bens com verdadeiro marido

Chef de cozinha era casado e tinha o apresentador como amante

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Nos últimos meses, Thiago Salvático virou notícia após entrar na Justiça pedindo parte da herança de Gugu Liberato, com quem afirma ter tido relacionamento estável. Entretanto, segundo o colunista Leo Dias, Thiago era casado e o verdadeiro marido, ao saber que havia sido traído com o apresentador, se separou do chef de cozinha.

Agora a situação se inverteu. Thiago se recusa a dividir os bens que conquistou durante o casamento com o marido. No caso de Gugu, o chef já desistiu de disputar a herança.

Verdadeiro marido
Guilherme Stangherlin, verdadeiro marido de Thiago, contratou uma advogada que ingressou com uma ação de reconhecimento e dissolução com partilha de bens contra seu ex-companheiro Thiago. Em contato com o colunista, a defensora Jeziane Pereira explicou a ação.

“Durante a união estável, quando o casal de forma onerosa adquire bens, mesmo que esses bens estejam apenas em nome de um dos companheiros, e um deles decide pôr fim à união, é necessário que haja um reconhecimento e uma dissolução com a devida partilha, podendo ser feita de forma administrativa/amigável ou judicial/litigiosa", começou.

"Tentamos de inúmeras formas resolver essa questão com o ex companheiro do meu cliente amigavelmente, uma vez que meu cliente não queria nenhum tipo de exposição, porém, esse não foi o desejo de Thiago, passando a ignorar todas as nossas tentativas", disse.

"A união do casal perdurou por quase cinco anos, período esse que onerosamente o casal adquiriu bens móveis e imóveis. Portanto, não restou outra opção ao meu cliente a não ser ingressar judicialmente a fim de resolver essa questão. O término da união se deu no dia 23 de maio, quando meu cliente decidiu sair da casa do casal na Alemanha”, concluiu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas