Após fala do governador, Leo Prates diz que Salvador superou 50% de cobertura da atenção básica

salvador
04.07.2020, 14:59:00
Atualizado: 04.07.2020, 14:59:35

Após fala do governador, Leo Prates diz que Salvador superou 50% de cobertura da atenção básica

Segundo secretário municipal da Saúde, dados do Ministério da Saúde apontam 50,27%

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O secretário municipal da Saúde de Salvador, Leo Prates, afirmou, neste sábado (4), que a cobertura da atenção básica na cidade já passa de 50%. A afirmação de Leo, foi após o governador Rui Costa declarar, em uma live, que qualquer governo que pretenda melhorar a saúde pública na capital tem que colocar como meta ultrapassar 50% de cobertura. 
 
Neste sábado, em uma live, o governador disse que Salvador ainda é uma cidade com baixa atenção básica. 
 
“Qualquer governo que se pretenda melhorar a saúde pública de Salvador tem que colocar, como meta, ultrapassar 50% de cobertura. Eu diria que praticamente quase todas as cidades da Bahia já ultrapassaram a marca dos 50% de cobertura. Exceto Salvador, a média está acima de 60% no estado”, disse Rui. 
 
No entanto, segundo Prates, Salvador teria, hoje, 50,27%, pelos dados do Ministério da Saúde. 
 
“O governador Rui Costa hoje falou que Salvador tem uma cobertura abaixo dos 50% . Respondo com dados do Ministério da Saúde e da Sesab (Secretaria da Saúde do Estado). Lembrando que encontramos com 18%. Salvador surpreendeu o governador e já ultrapassou a meta estipulada por ele, de 50% de cobertura da atenção básica”, afirmou Prates. 
 
Em nota, o secretário informou que, ao longo dos últimos anos, a prefeitura fez investimentos na área e conseguiu praticamente triplicar a cobertura da atenção básica durante a gestão do prefeito ACM Neto. Prates destacou a contratação de equipes para atuar na rede e a qualificação das unidades de saúde. A meta é chegar a 60% de cobertura até o final do ano.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas