Após forte alta semanal, preços dos combustíveis recuam até 1,4% em Salvador

salvador
13.12.2021, 21:50:37
(Arquivo/Agência Brasil)

Após forte alta semanal, preços dos combustíveis recuam até 1,4% em Salvador

De acordo com dados da ANP, etanol, óleo diesel e gasolina tiveram leves variações negativas

Motoristas de Salvador encontraram um pouco de alívio para seus bolso após uma semana de alta nos preços dos combustíveis. De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço do etanol, óleo diesel e gasolina recuaram até 1,4%, em comparação com a semana anterior, na capital baiana.

O preço médio de revenda do etanol foi de R$ 5,684/litro, o que representou uma queda de 1,34% em relação à semana finalizada no dia 04 de dezembro. No acumulado das últimas 4 semanas, foi registrado uma alta de 0,32%. Já em 12 meses, a elevação é de 55,73%.

O valor do óleo diesel também recuou para R$ 5,578/litro (-1,4%). Houve crescimento de 0,23% em 4 semanas e de 54,05% em 12 meses.

A gasolina, por sua vez, teve um resultado mais modesto, variando negativamente apenas 0,01% em relação à semana anterior, para R$ 6,955/litro. Houve alta de 4,30% em 4 semanas e de 49,80% em 12 meses.

Gás de cozinha

O botijão de gás, contudo, ficou mais caro em Salvador. A unidade foi vendida a um preço médio de R$ 94,710. Alta de 2,29%, a segunda maior dentre as capitais do Brasil.

São Paulo teve o maior acréscimo no preço de revenda do gás de cozinha (+2,88), com o botijão sendo vendido, em média, a R$ 103,311.

Queda anunciada

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na última quinta-feira, 9, que o preço dos combustíveis vai cair "mais de uma vez nas próximas semanas" em razão da perda de valor do barril de petróleo tipo Brent no exterior desde o pico, em outubro. O barril do Brent é referência para a formação de preços da Petrobras.

Ainda assim, Bolsonaro voltou a negar que tenha informação privilegiada da estatal petrolífera. "A CVM entrou em polvorosa quando falei que brevemente vai cair o preço dos combustíveis", disse o presidente em transmissão ao vivo nas redes sociais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas