Após não fechar com Autuori, Bahia segue em busca de diretor de futebol

e.c. bahia
25.02.2022, 05:00:00
Diretoria do Bahia diz que ainda não encontrou "nome de convicção" para assumir o futebol do tricolor (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Após não fechar com Autuori, Bahia segue em busca de diretor de futebol

Clube está desde de dezembro sem um nome para a função

Perto de completar três meses sem um diretor de futebol, o Bahia segue no mercado em busca de uma peça para ocupar a função que era exercida por Lucas Drubscky, demitido no dia 10 de dezembro, após o rebaixamento do clube para a Série B do Brasileirão. 

Nos últimos dias, o tricolor ficou perto de fechar com Paulo Autuori. O dirigente havia sido desligado do mesmo cargo no Athletico-PR, mas recusou o convite do Esquadrão e acertou com o Goiás, equipe que disputa a primeira divisão. A negociação foi revelada pelo presidente do Bahia, Guilherme Bellintani. 

“Autuori foi um nome que a gente procurou, cerca de 10, 12 dias atrás, no mesmo dia do desligamento dele do Athletico-PR. Vínhamos conversando muito com ele nesses últimos dias, mas infelizmente ele declinou do convite, fez uma outra escolha profissional,”, explicou o presidente. 

Sem um nome forte para comandar o futebol, a montagem do elenco do Bahia para a temporada 2022 tem sido conduzida pelo próprio Bellintani, em parceria com o vice-presidente, Vitor Ferraz, o gerente de futebol, João Paulo Sanches, e o técnico Guto Ferreira. 

João Paulo, aliás, foi o único nome anunciado pelo Esquadrão para o departamento de futebol na atual temporada. Ele estava no Atlético-GO e ocupou a vaga que era de Júnior Chávare, que também foi demitido um dia após a queda do tricolor para a segundona. 

A ausência de um diretor de futebol tem incomodado parte da torcida. Nas redes sociais e durante os jogos, a diretoria do Bahia vem sendo alvo de protestos. 

 “A partir de ontem (quarta-feira), com esse retorno dele [Autuori], nós voltamos a busca para ocupar esse setor do clube, que neste momento está sendo ocupado por outros profissionais. Assim que possível, que a gente encontrar alguém com convicção, vai chegar para dividir os trabalhos com os outros profissionais”, completou Bellintani.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas