Após polêmicas, Vitão passou por 'muita terapia' para lidar com insegurança

em alta
09.04.2021, 12:19:00
(Foto: Reprodução)

Após polêmicas, Vitão passou por 'muita terapia' para lidar com insegurança

'Estou me recuperando até hoje', revela cantor

Após iniciar um relacionamento com Luísa Sonza meses após ela terminar com Whindersson Nunes, Vitão se viu envolto em diversas polêmicas. Acusado de "talaricagem", o cantor teve prejuízos financeiros e emocionais.

"Fiquei um pouco maluco em alguns pontos da minha vida. Por isso, faço muita terapia", disse em entrevista ao podcast Flow. Com apenas 21 anos, o cantor diz que só agora está conseguindo se reerguer.

"Todas as fofocas e especulações me geraram muita insegurança. Não foi um bagulho gostoso de viver. Me deixou em evidência, claro, mas muita gente só me conheceu por talarico, pegador de mulher casada e esses nomes feios que a galera chama e inventa. Agora, estou conseguindo me reconstruir e me levantar novamente. Mas foi um bagulho que me abalou durante um bom tempo. Estou me recuperando até hoje porque me abalou muito emocionalmente", disse Vitão ao podcast No Flow, para depois listar os prejuízos em sua vida profisisonal:

"Essa história criou muitas barreiras na minha carreira. Perdi muitos números, perdi muito engajamento e seguidores. Perdi também relações com marcas que não queriam ser vinculadas ao meu nome. Quem ia querer se vincular a um cara que só é xingado na internet? Foram muitos prejuízos também pessoais, para minha família e para a família da Luísa".

Vitão acredita que tanto ele quanto a namorada viraram alvo de machismo depois que assumiram publicamente o relacionamento, em setembro de 2020: "O estopim foi o machismo do brasileiro, que não se conforma de ver uma mulher se separar e começar outro relacionamento. O que mais vi foi gente dizendo: 'devolve a mulher do Whindersson Nunes'. Como se eu tivesse pego o controle do playstation e roubado da mão dele. Não respeitaram a vontade dela. O dia em que eles anunciaram o fim do casamento não foi quando se separaram. Eles já estavam separados há algum tempo".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas