App de paquera bane perfil de Sharon Stone achando que era falso

em alta
30.12.2019, 19:19:00
(Arquivo AFP)

App de paquera bane perfil de Sharon Stone achando que era falso

Atriz usou rede social para reclamar e recebeu pedido de desculpa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A atriz Sharon Stone passou por uma situação inusitada. Ela fez um perfil em um aplicativo de paquera e acabou denunciada e bloqueada - os usuários não acreditaram que se tratava de fato da loira e a plataforma, pelo jeito, concordou que se tratava de uma fraude.

Mas a protagonista de Instinto Selvagem confirmou que era dona da conta e foi ao Twitter reclamar. "Hey, bumble, será que ser eu é motivo para ser excluída?", escreveu, postando um print screen que mostrava a mensagem de bloqueio. O Bumble respondeu pouco depois, informando que havia desbloqueado a atriz.

O app conecta pessoas que buscam romance ou amizade usando como base a localização dos usuários. Como outros apps do tipo, é preciso curtir o perfil de alguém e a conversa começa depois do "match". A diferença desse app é que são as mulheres quem mandam a primeira mensagem. A fundadora Whitney Herd diz que a intenção é empoderar as mulheres, permitindo que elas tenham a experiência de dar o primeiro passo.

Sharon Stone, que viu a carreira decolar nas décadas de 80 e 90, foi casada duas vezes, com o produtor Michael Greenburg e o jornalista Phil Bronstein, de quem se divorciou em 2004.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas