Apreensão de armas pela PRF na Bahia tem crescimento de 172% este ano

bahia
20.04.2020, 10:47:00
(Foto: Divulgação/PRF)

Apreensão de armas pela PRF na Bahia tem crescimento de 172% este ano

Número saltou de 29 para 79 apreensões nas rodovias que cortam a Bahia

O número de apreensões de armas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia registrou um crescimento de 172% este ano, comparado com o mesmo período de 2019. Segundo informações da PRF, este ano foram apreendidas já apreendeu mais de 79 armas de fogo entre pistola, revólver e espingarda, contra 29 no ano passado.

A última apreensão ocorreu na sexta-feira (17), quando dois homens de 32 e 27 anos foram detidos por porte ilegal de arma de fogo na BR 407, trecho do município de Senhor do Bonfim, no norte da Bahia. A ação aconteceu durante uma fiscalização da PRF.

A PRF informou que uma equipe fiscalizava na altura do quilômetro 130 da rodovia, quando deu ordem de parada a um veículo Chevrolet/Celta, com dois ocupantes. Durante a entrevista, os homens
apresentaram nervosismo e contradições nas respostas, o que levou os policiais a suspeitarem do comportamento da dupla.

foi realizada a revista pessoal e no interior do automóvel, quando foi encontrada um revólver calibre 32 mm e mais seis munições. Os objetos estavam escondidos em um compartimento oculto do carro. Aos policiais, o motorista disse que a arma de fogo era de sua propriedade e informou que não possuía autorização para portar o armamento.

Diante das circunstâncias, a ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Polícia Judiciária,
para formalização do flagrante e demais procedimentos cabíveis.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas