Aprovada mudança do nome da Avenida Adhemar de Barros para Milton Santos

salvador
15.12.2021, 15:30:00
(Foto: Betto Jr/Secom)

Aprovada mudança do nome da Avenida Adhemar de Barros para Milton Santos

Após votação na Câmara, projeto segue para sanção do prefeito

O Projeto de Lei 97/2021, que prevê a substituição do nome da Avenida Adhemar de Barros, em Ondina, por Milton Santos, foi aprovado no plenário da Câmara Municipal de Salvador nesta quarta-feira (15) durante Sessão Extraordinária. 

O projeto, de autoria do vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), e que contou com ampla mobilização nas redes sociais por sua aprovação, tem como objetivo homenagear um dos maiores geógrafos e intelectuais do país, renomado internacionalmente. 

Leia também: Adhemar de Barros x Milton Santos: a treta para dar nome à famosa avenida de Salvador

Apesar de ter sido professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba) – a avenida é o endereço do maior campus da instituição –, e ter uma história vinculada ao estado, Milton Santos jamais recebeu o devido reconhecimento do seu nome em logradouros públicos. 

Vários movimentos se mobilizaram e construíram um abaixo-assinado virtual em apoio ao projeto que agora segue para o prefeito Bruno Reis (DEM). Após a publicação no Diário Oficial, o gestor tem prazo de 15 dias para sancionar o projeto.

“Finalmente conseguimos aprovar o Projeto de Lei da Avenida Milton Santos. Justa homenagem a esse que foi um dos maiores intelectuais do país. O projeto agora segue para o Prefeito e esperamos que ele sancione e atenda a solicitação da população”, comemorou Vasconcelos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas