Arquitetos vão sortear consultoria em troca de doações para a Osid

salvador
22.04.2020, 20:00:00
Atualizado: 22.04.2020, 20:44:22

Arquitetos vão sortear consultoria em troca de doações para a Osid

Luciana e Vitor Dauster planejam arrecadar R$ 3 mil para as Obras Sociais Irmã Dulce

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A dupla de arquitetos Luciana e Vitor Dauster queria ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus. Mas, como a empresa deles, a Dauster Arquitetura, não produz álcool em gel, máscaras ou ventiladores pulmonares, os dois não sabiam como poderiam colaborar. Tiveram, então, uma ideia: usar a expertise do próprio trabalho e transformá-lo em doações. Assim, nasceu a campanha da Consultoria Beneficente.

A ideia dos profissionais é sortear uma consultoria arquitetônica mediante doações. A cada R$ 60 dado, o participante concorre a um auxílio profissional da dupla, seja para um quarto ou para uma sala da residência do ganhador. "Dessa forma, conseguimos ter um impacto maior, com um valor que não teriamos como doar", explica Vitor, em vídeo postado no Instagram.

A campanha visa arrecadar R$ 3 mil - seria o valor da consultoria arquitetônica, como os dois explicam. O montante será destinado para as Obras Sociais Irmã Dulce. "É uma instituição de renome, séria e que está precisando de doações. Eles estão passando por difuculdades, precisam de EPIs, de testes para covid-19, de respiradores. Por isso, escolhemos eles", contou Vitor, ao CORREIO.

Para ajudar, o interessado não precisa morar em Salvador, já que a consultoria dos arquitetos pode ser executada em qualquer lugar do país. Após doar, o participante deve ir à postagem oficial no Instagram da Dauster Arquitetura e comentar: "Já fiz a minha doação!", com o número de comprovante recebido do Wirecard.

O prazo para as doações é até sexta-feira (24), com o sorteio marcado para acontecer no sábado (25). A campanha é no esquema 'tudo ou nada': para acontecer, eles precisam arrecadar todo o valor até o dia estabelecido.

"Queríamos converter nosso trabalho em doações. Caso a gente não consiga, o dinheiro volta para quem doou e a gente pensa em outra forma de ajudar", explica Vitor, no Instagram.

Quem quiser contribuir e concorrer ao sorteio pode acessar esse link ou clicar na imagem abaixo.

O CORREIO compartilha boas ideias e atitudes de pessoas e empresas dispostas a fazer a diferença para, juntos, superar a tormenta da pandemia de coronavírus. Tem uma boa história? Compartilhe com a gente.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas