Até tu? Telegram apresenta instabilidade após queda do WhatsApp

em alta
04.10.2021, 17:49:41
(Foto: Reprodução)

Até tu? Telegram apresenta instabilidade após queda do WhatsApp

Antes de também registrar quedas, mensageiro chegou a zombar da situação do 'rival'

O Telegram passa por instabilidade na tarde desta segunda-feira (4). De acordo com o site de tecnologia TechTudo, a plataforma apresenta problemas técnicos possivelmente pela migração repentina de usuários em massa, motivada pela queda do WhatsApp.

Algumas pessoas que tentaram se cadastrar no Telegram, para seguir mantendo conversas por meio de mensagens no celular, receberam o alerta "PHONE_NUMBER_FLOOD", informando erro no processo. Os relatos desse tipo são os mais lidos no Fórum que o site de tecnologia mantém.

A situação ocorre depois que o próprio Telegram chegou a zombar da queda repentina do WhatsApp, no início da tarde. No Twitter, o perfil oficial do Telegram ironizou. “Admin (administrador) chegou do almoço pra acompanhar os memes, dessa vez não vou postar (imagina que trabalhão postar toda vez)”, brincou. E falhou.

Segundo o Downdetector, ferramenta que monitora o status de serviços online, o Telegram passou a apresentar instabilidade por volta das 12h30, momentos depois da queda do WhatsApp. As notificações sobre o erro diminuíram às 14h, e voltaram a ser realizadas em massa logo em seguida. No final da tarde, a instabilidade prossegue, com vários relatos no Twitter de que o mensageiro continua fora do ar.

O Telegram teria ainda orientado que usuários "esperassem" pela resolução do problema. Ou seja, quem receber a mensagem “PHONE_NUMBER_FLOOD” precisa esperar "o término da contagem regressiva exibida ao lado do alerta para iniciar uma nova tentativa".

Além do WhatsApp, que já está fora do ar há pouco mais de cinco horas, também tiveram queda o Facebook, o Instagram e o TikTok, ferramenta de vídeos curtos popular entre jovens.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas