Atentado contra banco em Cabul deixa pelo menos 20 mortos

mundo
22.06.2017, 07:43:00

Atentado contra banco em Cabul deixa pelo menos 20 mortos

Atentado suicida com um carro-bomba na entrada de uma agência bancária no Sul do Afeganistão deixa 55 feridos nesta quinta-feira (22)

Pelo menos 20 pessoas morreram, a maioria civis, e 55 ficaram feridas em um atentado suicida ocorrido nesta quinta-feira (22), com um carro-bomba, na entrada de uma agência bancária no Sul do Afeganistão.

O porta-voz do governador provincial, Omar Zwak, disse à "Agência EFE" que a ação contra uma filial do Banco de Cabul, em Lashkargah, capital da província de Helmand, que deixou mais de 20 mortos, a maioria civis, além de membros das forças de segurança, ocorreu por volta das 12h (horário local, 4h em Brasília).

De acordo com Zwak, o número de mortos pode aumentar nas próximas horas, pois as vítimas ainda estão sendo retiradas do local do atentado.

O porta-voz explicou que o autor do atentado tentou se aproximar com o veículo o mais perto possível da agência bancária, mas ao ser descoberto pelos seguranças detonou os explosivos.

Resultado de imagem para cabul afp
No fim de maio, outro ataque contra o Banco de Cabul deixou sete mortos e 31 feridos na província de Paktia (Foto: AFP)

Um oficial da administração local, que pediu anonimato, afirmou que no banco estavam muitos integrantes das forças de segurança, pois foram ao local para retirar seus salários antes do fim do Ramadã, que acontecerá nos próximos dias.

Nenhum grupo reivindicou ainda a autoria do atentado.

Este é o segundo ataque recente contra uma filial do Banco de Cabul - o primeiro ocorreu no fim de maio na província de Paktia, deixando sete mortos e 31 feridos.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas