Aumenta a procura por hostels no Brasil

turismo
04.10.2017, 07:40:00
Atualizado: 06.10.2017, 16:49:55
. Somente em Porto Alegre são mais de 240 opções de hospedagem compartilhada (Divulgação)
Estúdio Correio -

Aumenta a procura por hostels no Brasil

Modelo de hospedagem com quartos e banheiros compartilhados entre os hóspedes têm chamado a atenção de empresários que desejam investir nesse mercado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Possibilidade de novas amizades e hospedagem de baixo custo têm atraído os brasileiros e estrangeiros aos hostels espalhados pelo país. De acordo com dados do Ministério do Turismo, o número de estabelecimentos cadastrados saltou de sete em 2006 para 188 em 2017.

O modelo de hospedagem com quartos e banheiros compartilhados entre os hóspedes têm chamado a atenção de empresários que desejam investir nesse mercado. Somente em Porto Alegre são mais de 240 opções de hospedagem compartilhada. Vale ressaltar que entre as opções de hostel em Porto Alegre está o Eco Hostell, único da cidade com piscina, além de café da manhã incluso, armário individual, wi-fi, entre outros benefícios.

Jovens entre 25 e 40 anos são os principais hóspedes dos hostels. Além da questão econômica, muitos buscam conforto e praticidade. Por isso, diversos locais oferecem opções de quartos conjuntos e individuais, wi-fi, serviço de lavanderia, área de convivência, entre outros benefícios.

De olho no crescimento do mercado, muitos hoteis de Porto Alegre têm trabalhado com diárias mais baratas ou incluindo serviços diferenciados nos pacotes, como turismo pela cidade, refeição completa e mimos como massagem.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas