Auxílio de R$ 270 para trabalhadores informais será prorrogado pela prefeitura

coronavírus
19.06.2020, 12:15:00
Atualizado: 19.06.2020, 12:22:02
(Eduardo Dias/Ãrquivo CORREIO)

Auxílio de R$ 270 para trabalhadores informais será prorrogado pela prefeitura

Município garantiu o pagamento de mais um mês do benefício e encaminhou PL para estender pagamento até setembro 

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A prefeitura resolveu prorrogar por mais um mês o pagamento do benefício Salvador por Todos. A quantia de R$ 270 é paga a trabalhadores informais e individuais, como vendedores ambulantes e taxistas. O programa tinha previsão de durar inicialmente três meses, mas será prorrogado até julho, e um Projeto de Lei será encaminhado para a Câmara Municipal pedindo autorização para estender o auxílio até setembro. 

Nesta sexta-feira (19), o prefeito ACM Neto anunciou em coletiva virtual que o município fará o pagamento de mais uma parcela do Salvador por Todos, em julho. A última parcela foi recebida pelos trabalhadores no dia 3 de junho. Ele assinou um PL que pede, além da autorização para continuar pagando o benefício até setembro, a possibilidade de entregar cestas básicas para pessoas em situações de extrema pobreza e idosos, ambos inscritos no Cadúnico, mototaxistas, guias e monitores de turismo em situação de vulnerabilidade. 

“A validade inicial do Salvador por Todos era de três meses, e nós fizemos os pagamentos e distribuição de cestas básicas nos meses de abril, maio e junho. Agora, venceu o prazo e estamos encaminhando um Projeto de Lei para a Câmara pedindo autorização para continuar o pagamento dos benefícios por até mais três meses. Já está decidido que vamos pagar o mês de julho, e com a aprovação da Câmara a gente pede possibilidade para continuar pagando agosto e setembro, tanto os R$ 270 como a distribuição das cestas básicas”, afirmou o prefeito. 

O PL será encaminhado para os vereadores ainda nesta sexta-feira. Segundo o município, os R$ 270 beneficiaram 36 mil pessoas e as cestas básicas 22 mil soteropolitanos. O investimento foi de R$ 24,5 milhões, com recusos do município. 

Entre os trabalhadores que têm direito ao auxílio estão vendedores ambulantes, barraqueiros, donos de quiosques, baianas de acarajé, baleiros, guardadores de carro, e recicladores. Taxistas, mototaxistas, e motoristas por aplicativo também podem receber os R$ 270 desde que tenham idade superior a 60 anos.

Confira se você tem direto ao Salvador por Todos

Quem possui outro tipo de renda, aposentadoria ou estiver inscrito em programas sociais como Bolsa Família e BPC não tem direito ao Salvador por Todos. “Hoje é um dia importante porque a prefeitura tranquiliza as milhares de famílias que estão dependendo do Salvador por Todos e das cestas básicas, então, quando a gente assina um projeto de lei e manda para a Câmara Municipal é uma palavra de tranquilidade e de compromisso da prefeitura de continuar olhando por quem mais precisa, e se Deus quiser vamos todos superar isso juntos”, concluiu Neto. 

O auxílio é concedido através da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), e o primeiro pagamento aconteceu no dia 6 de abril. A segunda parcela foi entregue aos trabalhadores em 7 de maio, e a terceira foi antecipada para 3 de junho. Segundo a prefeitura, nos três primeiros meses de concessão do benefício, 70% dos trabalhadores informais com direito ao Salvador por Todos fizeram o saque. 

Como funciona
Os R$ 270 equivalem a duas cestas básicas e um botijão de gás. Ele está sendo pago através da Caixa Econômica Federal, e para evitar filas, o valor está sendo depositado em lotes seguindo a ordem alfabética dos nomes dos beneficiários. 

Quem for sacar o dinheiro deve levar documento de identidade e um dos seguintes cartões: Primeiro Passo, Cartão Cidadão ou Bolsa Família. Quem não possui nenhum desses precisa se dirigir ao atendimento de balcão em qualquer agência do banco portando o número do NIS e documento de identidade. 

Apenas tem direito ao auxílio os trabalhadores já cadastrados nas secretarias do município ou que iniciaram o cadastramento junto a essas autarquias até o dia 20 de março, portanto, quem não estava registrado no programa até essa data não poderá reivindicar o benefício. 

Já para aquelas situações em que o trabalhador se cadastrou na prefeitura até o dia 20 de março, mas não aparece na lista de beneficiados do programa Salvador por Todos é preciso procurar a secretaria responsável pelo cadastramento. Cada profissão tem uma pasta responsável. 

Confira:
Vendedores ambulantes – Secretaria de Ordem Pública (Semop);
Barraqueiros – Secretaria de Ordem Pública (Semop); 
Donos de quiosque – Secretaria de Ordem Pública (Semop); 
Baianas de acarajé - Secretaria de Ordem Pública (Semop); 
Guardadores de carro – Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador); 
Baleiros – Secretaria de Mobilidade (Semob);
Recicladores – Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb);
Taxistas, mototaxistas, e motoristas por aplicativo (com idade igual ou superior a 60 anos) – Secretaria de Mobilidade (Semob);

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas