Bahia é o estado do Nordeste com maior número de mortos por hepatites B,C e D

bahia
22.07.2019, 20:00:00
Atualizado: 22.07.2019, 20:07:37
(Arisson Marinho/CORREIO)

Bahia é o estado do Nordeste com maior número de mortos por hepatites B,C e D

O maior número de óbitos no estado é pelo tipo C, com 1.624 registros

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


A Bahia é o estado do Nordeste com maior registro de casos confirmados de hepatites virais do tipo B, C e D entre 1999 e 2018. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, através do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde, que pertence ao Ministério da Saúde.

Na Bahia, o tipo com maior número de casos confirmados é a Hepatite A, com 9.249. Na região Nordeste, o estado fica atrás apenas de Pernambuco, que registrou 10.858 doentes. No cenário nacional, a Bahia é o 8º estado com maior número de casos da doença, atrás de Amazonas (14.214), Pará (8.872), Pernambuco (10.858), Minas Gerais (11.490),  Rio de Janeiro (9.369), Paraná (12.183) e  Rio Grande do Sul (10.042).

A Bahia também foi o estado nordestino com maior número de casos de Hepatite B, com 7.047; Hepatite C, com 5.722 casos; e Hepatite D, com 44 registros.

Já quanto o assunto é o número de mortes pela doença, a Bahia é o 8º estado com maior número de mortes: 63. A ocupação no ranking se mantém no tipo B, quando o estado foi o oitavo que mais matou no Brasil e o líder no Nordeste, com com 486 mortes.

O maior número de óbitos no estado é pelo tipo C, com 1.624 registros. No cenário nacional, a Bahia foi o sétimo estado com o maior número de mortos pelo tipo da doença, mas liderou no Nordeste. Já no tipo D, foram apenas 10 óbitos, o que rende à Bahia o terceira lugar no Nordeste que mais mata, atrás de Maranhão (25) e Ceará (12), mas é apenas o 16º do país.

Teste gratuito
Testes gratuítos para a identificação das hepatites B e C serão realizados em Salvador neste domingo (28), das 8h às 15h, no Farol da Barra. Os testes serão feitos pela Sociedade Brasileira de Hepatologia, com apoio da Gilead Sciences.

A ação ocorrerá em homenagem ao Dia Mundial de Combate às hepatites virais, comemorado anualmente em 28 de julho.

Especialistas e profissionais da área da saúde atenderão a comunidade e realizarão os exames, que terão seus resultados divulgados em apenas alguns minutos. Além disso, haverá triagem, atendimento médico e orientações sobre as doenças.

Pessoas com resultado positivo (reagente) para a hepatite B ou C serão encaminhadas instantaneamente a centros de referência em hepatologia para a realização de exames mais detalhados. Os pacientes serão acompanhados pela ONG Grupo Vontade de Viver e farão um tratamento adequado.

As doenças
A hepatite B é causada pela infecção do vírus HBV, que pode causar grave dano hepático, cirrose e câncer no fígado, além de levar à morte quando não controlado adequadamente. Existe uma vacina indicada para adultos ou crianças, em 3 doses, disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). Embora ainda não exista cura para a hepatite B crônica, existe tratamento que reduz o risco de complicações e diminui a possibilidade de transmissão.

Já a hepatite C é uma doença viral que leva à inflamação do fígado e raramente desperta sintomas. Estima-se que no Brasil existam 700 mil portadores e grande parte desconhece o diagnóstico, especialmente em pessoas com mais de 40 anos. Esta é a maior causa de cirrose, câncer e transplantes de fígado no mundo. Porém, é o único tipo completamente curável através de tratamentos medicamentosos. 

O Brasil e a Organização Mundial de Saúde possuem planos de eliminar a hepatite B e C como problema de saúde pública até 2030.

Serviço:
Testagem contra HCV – Dia Mundial de Combate às hepatites virais
Onde: Farol da Barra (Largo do Farol da Barra, s/n - Forte de Santo Antônio da Barra - Barra - Salvador - Bahia)
Quando: 28/07/2019 (domingo)
Horário: 8h às 15h

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-baiana-que-revela-salvador-sombria-ja-esta-disponivel-no-amazon-prime/
Produção tem roteiro e direção de Julia Ferreira, baiana que estudou cinema em Londres e Madri
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netos-de-luiz-gonzaga-divulgam-nota-de-nojo-por-uso-de-musica-em-live-de-bolsonaro/
Jair Bolsonaro convidou o presidente da Embratur para tocar durante a live da última quinta
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/elza-soares-aos-90-e-cheia-de-projetos/
Cantora lança releitura de 'Juízo Final' e faz live neste sábado (4), com participação de Flávio Renegado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/como-tratar-a-dor-da-chikungunya-entenda-fases-da-doenca/
Registro de casos aumentou 440% na Bahia nos últimos seis meses; sintoma pode se tornar crônico e durar anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cheias-de-bossa-bebel-gilberto-lanca-parceria-com-martnalia/
Confira também o clipe Hipnose, de Larissa Luz, e a canção Caxixi, de Mariene de Castro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-o-video-filha-interrompe-entrevista-por-videochamada-e-vira-sensacao-nas-redes/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bia-doria-e-val-marchiori-geram-revolta-ao-falar-de-sem-teto-gostam-de-ficar-na-rua/
Socialite e primeira-dama do estado de SP disseram que pessoas não vão para abrigos pois 'não querem responsabilidades'
Ler Mais