Bahia fecha 1º bloco no limite e vê margem para evoluir na Série A

e.c. bahia
09.09.2020, 05:43:00
Bahia tenta salto de patamar no Brasileirão e traça planejamento para chegar na Libertadores (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia fecha 1º bloco no limite e vê margem para evoluir na Série A

Entenda a matemática utilizada pelo tricolor para fazer um campeonato seguro e tentar vaga Libertadores

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, usou as redes sociais na semana passada para se comunicar com os torcedores e, entre as postagens (a maioria prestigiando Roger Machado, dois dias antes da demissão), falou sobre a fórmula matemática usada pelo clube para planejar a campanha no Campeonato Brasileiro e os objetivos que o Esquadrão quer alcançar.

No formato, o Bahia divide o Brasileirão em seis blocos de seis partidas cada, com pontuações mínimas que a equipe deve alcançar em cada um desses ciclos. A fórmula não é uma novidade e já havia sido utilizada no ano passado. Bellintani não revelou as pontuações que o Bahia mira em cada bloco, mas usando o modelo da temporada anterior, é possível ter uma margem do planejamento do clube.

Em 2019, o Bahia dividiu as 38 rodadas do Campeonato Brasileiro em seis blocos de seis jogos cada e mais duas "partidas extras". A meta básica era alcançar a pontuação mínima de oito pontos por bloco. Assim, o clube totalizaria 48 pontos ao final de 36 jogos - número considerado suficiente para se manter na primeira divisão - e teria ainda duas rodadas para chegar aos 54 pontos e tentar beliscar uma vaga na Libertadores.

Usando esse modelo como referência, o Bahia finalizou o primeiro bloco do torneio em 2020 no limite daquilo que precisa alcançar. Nos seis primeiros jogos da Série A, o tricolor somou exatos oitos pontos contra: Coritiba, Red Bull Bragantino, São Paulo, Ceará, Palmeiras e Flamengo. O clube tem um jogo a menos, contra o Botafogo, que será realizado no dia 30 de setembro.

No ano passado, quando fez o seu melhor primeiro turno na era dos pontos corridos e terminou a metade inicial do Brasileirão com 31 pontos e na sétima colocação, o Bahia conseguiu fazer 10 pontos no primeiro bloco. Dois a mais do que na atual temporada.

Considerando a dura sequência que o Esquadrão encarou até então, é possível dizer que o time iniciou o segundo bloco com um ponto importante ao empatar fora de casa contra o líder Internacional e tem nos próximos jogos horizonte de melhora na pontuação.

Vaga na Libertadores?
Para ter mais garantia de brigar pela sonhada vaga na Libertadores, como fez no ano passado, o Bahia precisa elevar a pontuação mínima em cada bloco. Numa conta com nove pontos por cada ciclo de seis jogos, por exemplo, o tricolor finalizaria a 36ª rodada com 54 pontos, que historicamente é a pontuação do oitavo colocado, próximo da zona de classificação da Libertadores, que contempla pelo menos até o sexto.

Nesse molde, o Bahia teria ainda mais dois confrontos para tentar chegar aos 60 e subir na tabela. Vale lembrar que, a depender do campeão da Copa do Brasil, da atual Libertadores e da Sul-Americana, o número de vagas aumenta.

Independentemente da matemática e fórmula que o Bahia vai utilizar no restante do Brasileirão, o time precisa confirmar as expectativas em campo. Quinta-feira (10), o Esquadrão recebe o Grêmio, às 19h15, no estádio de Pituaçu, pela nona rodada e busca voltar a vencer para encerrar o jejum que já dura cinco jogos.

Divisão por blocos e a pontuação conquistada pelo Bahia:

Bloco 1
Coritiba: 3 pontos
Bragantino: 3 pontos
São Paulo: 1 ponto
Ceará: 0 ponto
Palmeiras: 1 ponto
Flamengo: 0 ponto

Bloco 2
Internacional: 1 ponto
Grêmio
Atlético-GO
Corinthians
Athletico-PR
*Botafogo

Bloco 3
Sport
Vasco
Fluminense
Goiás
Atlético-MG
Fortaleza

Bloco 4
Santos
Botafogo
Coritiba
Bragantino
São Paulo
Ceará

Bloco 5
Palmeiras
Flamengo
Internacional
Grêmio
Atlético-GO
Corinthians

Bloco 6
Athletico-PR
Sport
Vasco
Fluminense
Goiás
Atlético-MG

"Jogos extras"
Fortaleza
Santos  

*A partida contra o Botafogo, pela 1ª rodada do Brasileirão, foi adiada para o dia 30 de setembro e entrará na pontuação do segundo bloco de jogos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas