Bahia iguala Sport e tem maior sequência do Nordeste na Série A

e.c. bahia
23.02.2021, 05:02:00
Terceiro treinador do Bahia na temporada 2020, Dado Cavalcanti cumpriu a missão de manter o Esquadrão na Série A (Foto: Tiago Caldas/Arquivo CORREIO)

Bahia iguala Sport e tem maior sequência do Nordeste na Série A

Permanência garantiu quinta participação seguida do tricolor no Brasileirão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O objetivo do Bahia no Campeonato Brasileiro foi alcançado. A vitória de goleada por 4x0 sobre o Fortaleza, no último sábado, no Castelão, combinada com os empates de Vasco e Goiás, confirmou a permanência tricolor na Série A com uma rodada de antecedência.

Agora garantido na primeira divisão em 2021, o clube conseguiu quebrar o seu próprio recorde e se igualou ao Sport como time nordestino que disputou a Série A de forma ininterrupta por mais tempo desde que o torneio passou a ser disputado no formato por pontos corridos, na temporada 2003.
 
Rebaixado naquele ano, o Esquadrão voltou a disputar a primeira divisão em 2011 e logo estabeleceu a maior sequência entre os nordestinos. Foram quatro anos seguidos disputando a Série A, desbancando o rival Vitória, que havia permanecido por três anos (2008, 2009 e 2010).

Com o rebaixamento em 2014, o tricolor acabou tendo a marca quebrada na sequência pelo Sport, que conseguiu se manter durante cinco temporadas, de 2014 a 2018, ano em que acabou não resistindo e caiu para a Série B.
 
Os números do rubro-negro pernambucano foram alcançados pelo tricolor agora. De volta à Série A em 2017, o Bahia vai jogar em 2021 o quinto Brasileirão seguido. Será o terceiro consecutivo em que o clube estará como único representante do estado na competição.
 
Por sinal, a penúltima rodada do Brasileirão foi positiva para os clubes do Nordeste. Além do Bahia, o Sport se garantiu matematicamente na Série A, mesmo com a derrota para o Atlético-MG, por 3x2, na Ilha do Retiro. A dupla se juntou ao Ceará, que não corria riscos de rebaixamento.
 
Único ainda pendente, o Fortaleza está praticamente salvo. Mesmo com a derrota para o Bahia, o clube cearense dificilmente será rebaixado à Série B. A equipe treinada por Enderson Moreira soma 41 pontos e pode ser alcançada pelo Vasco - primeiro time dentro do Z4 - no número de pontos, mas o time carioca teria que tirar uma diferença de 12 gols para ultrapassar o Fortaleza e escapar do rebaixamento. Algo quase impossível restando apenas uma rodada para o fim do torneio. Os jogos serão quinta-feira.

Assim, pelo quarto ano consecutivo o Nordeste certamente será representada por quatro equipes no Campeonato Brasileiro, o que representa 20% dos participantes da competição e é o recorde da região no modelo por pontos corridos.

A quantidade de clubes nordestinos na Série A poderia ser ainda maior em 2021, mas CSA e Sampaio Corrêa, que lutaram até as últimas rodadas da segunda divisão, terminaram em 5º e 6º lugares e não alcançaram o acesso.
 
Temporada diferente
Dos quatro últimos anos que o Bahia disputou a Série A, a temporada 2020 foi a única em que passou por maior sufoco e teve que disputar a permanência até a penúltima rodada. Em todas as outras edições a equipe oscilou em alguns momentos, mas fez campanhas mais seguras.

Em 2017, por exemplo, o Esquadrão chegou a brigar por uma vaga na Libertadores, mas o tropeço contra a Chapecoense, na Fonte Nova, na penúltima rodada, fez a equipe não alcançar um lugar no torneio continental. Mesmo assim, terminou a competição na 12ª colocação, com 50 pontos. Bem longe do Z4. 

O mesmo aconteceu na temporada 2019, quando o Bahia chegou a virar o primeiro turno na 7ª colocação e sequer falou em rebaixamento, mesmo amargando uma sequência de nove jogos sem vencer durante o segundo turno daquele ano.

Em 2018, o clube também teve campanha segura e praticamente não correu riscos. No fim, a boa sequência conquistada na metade final do torneio deixou o Esquadrão em 11º lugar, com 48 pontos.

Com o caminho definido e o recorde de participações na Série A por pontos corridos alcançado, o tricolor se prepara para a despedida na temporada 2020. Na próxima quinta-feira, receberá o Santos, às 21h30, na Fonte Nova, pela última rodada. Com uma motivação: o Bahia conquista vaga na Copa Sul-Americana se vencer o jogo e o Sport não ganhar do Athletico-PR em Curitiba.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas