Bahia oferece Régis em troca do volante Éderson, do Cruzeiro

e.c. bahia
22.01.2020, 11:27:00
Atualizado: 22.01.2020, 11:27:25
Régis durante treino na Cidade Tricolor (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia oferece Régis em troca do volante Éderson, do Cruzeiro

Meia voltou de empréstimo do Corinthians e não está nos planos iniciais do tricolor

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Bahia pretende reforçar o setor de meio-campo nos próximos dias. O clube negocia a contratação do volante Éderson, de 20 anos, do Cruzeiro. O jogador tenta se desvincular da Raposa através da Justiça para ter o tricolor como destino, e o diretor de futebol Diego Cerri até assinou uma carta declarando o interesse no atleta. Agora, a história ganhou novo capítulo.

O Bahia ofereceu o meia Régis como moeda de troca. Se o Cruzeiro aceitar, a outra parte da negociação envolve Éderson retirar a ação judicial na qual pede a rescisão unilateral e R$ 2,6 milhões do time mineiro por atraso no pagamento de salários e outras obrigações trabalhistas.

O diretor de futebol cruzeirense, Ocimar Bolicenho, confirmou a proposta tricolor na terça-feira (21), mesmo dia em que o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, estava em Belo Horizonte.

Segundo o site Superesportes, outro jogador colocado à disposição foi o volante Yuri, que se encontra na mesma situação de Régis: voltou de empréstimo e não é prioridade nos planos do Bahia para a temporada. No entanto, não despertou interesse.

Éderson tem contrato com o Cruzeiro até 2023. Em caso de troca com Régis, ele chegaria à Cidade Tricolor por empréstimo até dezembro deste ano.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas