Bahia perde dois volantes para enfrentar o Flamengo

e.c. bahia
30.08.2020, 10:02:00
Gregore marcando Diogo Barbosa, do Palmeiras; volante tricolor recebeu terceiro cartão amarelo (Arisson Marinho/CORREIO)

Bahia perde dois volantes para enfrentar o Flamengo

Gregore e Ronaldo não jogarão contra o time carioca, próximo adversário tricolor no Brasileiro

Depois do Palmeiras, o Bahia terá pela frente outro candidato ao título na próxima rodada do Brasileirão. E no jogo contra o Flamengo, quarta-feira (2), às 20h30, em Pituaçu, o tricolor não terá os volantes Gregore e Ronaldo disponíveis.

Gregore está suspenso porque recebeu o terceiro cartão amarelo, marca atingida em apenas quatro partidas como titular. Ronaldo não joga porque está emprestado pelo Flamengo.

Com isso, Elton e Jadson surgem como opções para jogar ao lado do meia Daniel, que deixou Ronaldo no banco contra o Palmeiras e foi escalado mais recuado.

Questionado sobre o motivo de ter escalado Gregore e não Ronaldo diante do Palmeiras, já que ambos estavam pendurados e sabia que o segundo não enfrentaria o Flamengo, o técnico Roger Machado revelou a pressão que vive no cargo.

“No momento que a gente está atravessando, eu uso o critério de pensar jogo a jogo. Não penso mais se tratando de dois jogos pra frente porque, pelo momento que a gente está vivendo, eu não sei se vou estar aqui”, respondeu o treinador logo após o empate de 1x1 em Pituaçu, no sábado à noite.

Sobre o substituto de Gregore, Roger deixou em aberto. “Ainda não (pensei). Mas não me preocupei por Gregore e Ronaldo ter dois cartões justamente também porque a gente tem jogadores da função para substituí-los. Ainda não pensei. Na semana a gente pensa sobre isso”.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas