Bahia registra 190 casos da variante delta com três mortes

coronavírus
21.10.2021, 16:41:00
Atualizado: 21.10.2021, 16:41:41
Vacinação é a solução, segundo especialistas (Foto: Nara Gentil/ Arquivo CORREIO )

Bahia registra 190 casos da variante delta com três mortes

Há 12 dias, eram 135 ocorrências; região do extremo-sul preocupa autoridades

A Bahia tem 190 casos confirmados da variante delta e três mortes provocadas pela nova cepa da covid-19. Há 12 dias, eram 135 ocorrências. No total, 47 municípios já registraram pacientes infectados. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) que reforçou a necessidade da vacinação.

A secretária estadual da Saúde em exercício, Tereza Paim, comentou sobre a situação durante a inauguração de uma unidade de saúde no Rio Vermelho, nesta quinta-feira (21). Ela contou que a variante delta está se espalhando rapidamente pelo estado. “Hoje ela é quase 100% predominante no sequenciamento que nós fazemos, seja ele aleatório, caso de UTI ou algum óbito. Isso nos preocupa”, disse.

Análises da Fundação Oswaldo Cruz apontaram mais 55 amostras da variante Delta da Covid-19, no estado. Com estes novos registros, a Bahia tem ao todo 190 casos da variante sequenciadas, com três óbitos.

Os casos positivos para a variante delta foram identificados em 47 municípios, com maior número de casos em Salvador (39), Pé de Serra (19), Lauro de Freitas (12), Bonito (11), Feira de Santana (9), Baixa Grande (7), Riachão do Jacuípe (7) Ilhéus (7), Camaçari (6) e Nova Fátima (6).

Paim frisou que a vacinação é indispensável na luta contra o vírus e pediu que a população procure os postos de saúde para se imunizar. O governo tem feito busca ativa, mas até a terça-feira (19) cerca de dois milhões de baianos não tinha ido se imunizar e estava com as doses atrasadas.

“Hoje o planeta tem várias cepas: alfa, gama, beta, mas a predominância de sequenciamento é a delta, por isso que a gente fala com a população, porque se uma pessoa não está vacinada ela transmite mais rapidamente para outras pessoas, por isso que a vacinação é tão importante”, afirmou.

Os municípios do Extremo-Sul do estado estão registrando o maior número de casos de covid-19, atualmente, e é nessa região também onde o processo de vacinação está mais lento. A situação preocupa porque são locais com apelo turístico.

“As cidades que estão avançando menos na vacinação são também as que estão tendo maior predominância, como as cidades do Extremo-Sul. São as que tem nos preocupado bastante com relação a disseminação do vírus e por isso estamos sendo bastante incisivos com a vacinação. As pessoas precisam se cuidar e os gestores precisam cuidar das pessoas”, contou a secretária.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas