Bahia supera marca de 700 mortes por covid-19, com 18.898 casos confirmados

coronavírus
01.06.2020, 18:08:00
Atualizado: 01.06.2020, 18:19:17

Bahia supera marca de 700 mortes por covid-19, com 18.898 casos confirmados

Foram registrados mais 34 óbitos e 506 infectados nas últimas 24 horas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Bahia superou a marca de 700 mortes em decorrência do novo coronavírus. Nesta segunda-feira (1º), a Secretaria da Saúde (Sesab) anunciou mais 34 vítimas fatais por covid-19, fazendo o estado chegar ao número total de 701 falecimentos. De acordo com o boletim, já são 18.898 casos confirmados da doença.

Apesar das 34 novos óbitos terem sido notifcados agora, a Sesab informa que não aconteceram nas últimas 24 horas, mas sim em período de 28 dias. Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Dos 18.898 diagnósticos, 6.701 pacientes já são considerados recuperados, o que representa 35,46% do total de contaminados. Outras 11.496 pessoas (60,83%) permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e ainda apresentam sintomas da covid-19. Ao redor da Bahia, 2.764 profissionais da saúde testaram positivo para a covid-19.

Os infectados foram registrados em 302 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (61,32%). As cidades com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (5.653,30), Ipiaú (4.294,47), Itabuna (4.192,79), Salvador (3.979,67) e Itajuípe (3.855,35).

Entre as 34 novas mortes, 21 ocorreram em Salvador. Os outros óbitos aconteceram em Ilhéus (4), Itabuna (3), Feira de Santana (1), Eunápolis (1), Valença (1), Mulungu do Morro (1), Simões Filho (1) e Vitória da Conquista (1).

  • 668º óbito – mulher, 88 anos, residente em Salvador, portadora de doença respiratória crônica. Internada dia 21/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede particular, em Feira de Santana;
  • 669º óbito -homem, 45 anos, residente em Eunápolis, portador de hipertensão arterial. Internado dia 11/05, veio a óbito dia 12/05, em hospital da rede pública, em Eunápolis;
  • 670º óbito – homem, 84 anos, residente em Uruçuca, portador de diabetes mellitus, hipertensão arterial e doença renal crônica. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital da rede pública, em Ilhéus;
  • 671º óbito – mulher, 76 anos, residente em Cairu, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Sem informação acerca da data de internação, veio a óbito dia 07/05, em hospital filantrópico de Valença;
  • 672º óbito – mulher, 65 anos, residente em Mulungu do Morro, portadora de diabetes mellitus, doença cardiovascular, hipertensão arterial e doença respiratória crônica. Internada dia 23/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede pública, em Mulungu do Morro;
  • 673º óbto – mulher, 84 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Internada dia 04/05, foi a óbito dia 24/05, em hospital da rede particular, em Salvador;
  • 674º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, portador de obesidade e hipertensão arterial. Internado dia 18/05, veio a óbito dia 30/05, em hospital da rede particular, em Salvador;
  • 675º óbito – homem, 71 anos, residente em Simões Filho, portador de doença cardiovascular e obesidade. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 24/05, em hospital da rede pública, em Simões Filho;
  • 676º óbito – mulher, 71 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, imunodeficiência e neoplasia. Internada dia 23/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital militar, em Salvador;
  • 677º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 19/05, veio a óbito dia 28/05, em hospital filantrópico, em Salvador;
  • 678º óbito – mulher, 85 anos, residente em Pau Brasil, sem comorbidades. Internada dia 21/05, veio a óbito no mesmo dia (21/05), em hospital da rede pública, em Ilhéus;
  • 679º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus, hipertensão arterial e doença cardiovascular sistêmica. Internado dia 18/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede particular, em Salvador;
  • 680º óbito – homem, 78 anos, residente em São José da Vitória, portador de hipertensão arterial. Internado dia 23/05, veio a óbito dia 27/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;
  • 681º óbito – mulher, 91 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial. Internada dia 18/05, veio a óbito dia 22/05, em hospital da rede pública, em Salvador;
  • 682º óbito – homem, 98 anos, residente em Itabuna, sem informação acerca de comorbidades. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;
  • 683º óbito – homem, 44 anos, residente em Santa Cruz da Vitória, sem comorbidades. Internado dia 23/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede pública, em Ilhéus;
  • 684º óbito – homem, 88 anos, residente em Itabuna, portador de neoplasia. Internado dia 15/05, veio a óbito dia 20/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;
  • 685º óbito – homem, 77 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 26/05, veio a óbito no mesmo dia (26/05), em hospital da rede pública, em Salvador;
  • 686º óbito – homem, 90 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular, doença do sistema nervoso e doença respiratória crônica. Internado dia 17/05, veio a óbito dia 21/05, em hospital filantrópico, em Salvador;
  • 687º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 19/05, em domicílio, em Salvador;
  • 688º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 17/05 e veio a óbito dia 20/05, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;
  • 689º óbito – homem, 58 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, doença cardiovascular e obesidade, foi internado dia 18/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede privada, em Salvador;
  • 690º óbito – homem, 55 anos, residente em Valença, portador de diabetes, data de internação não informada, veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Ilhéus;
  • 691º óbito – mulher, 68 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, doença cardiovascular doença renal crônica e hipertensão, foi internada no dia 15/05 e veio a óbito dia 22/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 692º óbito – mulher, 52 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e hipertensão arterial, foi internada dia 03/05 e veio a óbito dia 04/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 693º óbito – mulher, 85 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 17/05 e veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 694º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, portadora de doença do sistema nervoso, hipertensão arterial e doença renal crônica, data de internação não informada, veio a óbito dia 24/05, em unidade da rede privada;
  • 695º óbito – mulher, 67 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença renal crônica, foi internada dia 24/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 696º óbito – mulher, 76 anos, residente em Salvador, portadora de demências, incluindo Alzheimer, diabetes e hipertensão arterial, foi internada dia 21/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 697º óbito – mulher, 67 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
  • 698º óbito – mulher, 81 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular e obesidade, foi internada dia 16/05 e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede privada, em Salvador;
  • 699º óbito – mulher, 81 anos, residente em Aporá, portadora de doença cardiovascular, doença respiratória crônica, neoplasias e obesidade, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 25/05, em unidade da rede privada, em Salvador;
  • 700º óbito – homem, 82 anos, residente em Ipiaú, sem comorbidades, foi internado dia 08/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;
  • 701º óbito – mulher, 94 anos, residente em Salvador, portadora de doenças autoimunes, foi internada dia 03/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede privada, em Salvador.

No estado, dos 1.803 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para infectados com coronavírus, 1.017 estão ocupados (56%). Já entre os 791 leitos de UTI adulto e pediátrico voltados exclusivamente a pessoas com covid-19, 534 possuem pacientes internados (68%).

De acordo com a Sesab, "o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda".

Entre o dia 1° de março e esta segunda-feira (1°), o  Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 55.547 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus. Estão em análise 1.416 exames.

Em relação aos casos confirmados, 53,10% foram do sexo feminino, 44,08% do masculino e 2,82% sem informação. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 19,86% do total. 

O boletim epidemiológico registra ainda 41.442 casos descartados e 117.625 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta segunda (1º).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas