Bahia tem 32 mil novos casos de câncer por ano; veja 6 dicas para se prevenir

bahia
14.09.2021, 20:20:16
Atualizado: 14.09.2021, 20:39:28
(Foto: Reprodução)

Bahia tem 32 mil novos casos de câncer por ano; veja 6 dicas para se prevenir

 Fernando Nunes foi o entrevistado de Jorge Gauthier no programa Saúde e Bem Estar

Durante muito tempo o câncer foi temido, a ponto das pessoas nem sequer falarem a palavra. Hoje, a doença registra mais de 600 mil novos casos anualmente no Brasil, sendo 32 mil na Bahia, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) que mostram que é necessário ter cautela para evitar que se entre nas estatísticas. De acordo com o médico oncologista líder do Centro de Oncologia do Hospital Português, Fernando Nunes, que foi o convidado do programa Saúde e Bem Estar, do CORREIO, comandado pelo jornalista Jorge Gauthier, desta terça-feira (14), “a maioria dos tumores não apresentam sintomas”. Por essa razão, o médico assegura que a prevenção é a maior aliada. 

Fernando afirma que o preconceito com a doença é um fator que atrapalha sua precaução. “Ainda hoje tem pessoas que chamam de ‘aquela doença’”, lembra. O médico garante que o medo é o maior inimigo na cura e ressalta que o fator familiar não é determinante, apenas um reforço para se investigar. “É como uma loteria”, acrescenta. Ainda sobre cuidados, o oncologista faz questão de afirmar que ter ou não câncer não está diretamente ligado a uma vida 100% saudável, por isso a necessidade da prevenção e acompanhamento.

O médico explicou seis pontos para melhora de vida e prevenção ao câncer

1.Não fume.

2. Mantenha seu peso saudável.

3. Pratique atividade física regularmente.

4. Bom senso na alimentação - Alimente-se de forma saudável, com mais frutas e legumes.

5. Conheça seu histórico familiar e seus riscos.

6. Realize check-ups regularmente.


Incidência
Ao falar dos cânceres de mama e próstata, que são os mais incidentes em mulheres e homens, respectivamente, o médico lembra do maior vilão nessa história, o tabagismo. De acordo com Fernando, o principal fator de câncer no país é o cigarro. Por essa razão, o câncer de pulmão é o que mais mata no Brasil. Além do tumor no pulmão, o tabagismo pode gerar outros cânceres que não se relacionam com o sistema respiratório. “Existe uma série de tumores associados, como o de bexiga, que podem ter relação com o fumo”, declara o médico. O especialista ainda acrescenta sobre os cuidados com o tabagismo ao afirmar que cigarros eletrônicos e naturais podem gerar câncer de boca, entre outras doenças.

Quando perguntado sobre as questões relacionadas ao câncer e a pandemia, Fernando assegura que as pessoas podem ter tranquilidade. “A Sociedade de Oncologia sugere que todos os pacientes se vacinem”, afirma. Ele ainda lembra que um paciente com câncer têm maior risco ao contrair a covid-19 por conta de sua imunidade que já está abalada. Além desse cuidado com a situação da pandemia, Fernando reforça que as dicas para se ter uma vida saudável e diminuir as chances de se ter um tumor maligno são: não fumar; fazer atividade física regularmente; ter alimentação saudável, sem excessos e com moderação; ter atenção ao histórico familiar e fazer os exames preventivos.

*com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas