Bahia vence Atlético de Alagoinhas e volta a respirar no Baianão

e.c. bahia
04.04.2021, 18:03:00
Atualizado: 04.04.2021, 21:24:27
Jogadores do Bahia comemoram gol sobre o Atlético de Alagoinhas (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia vence Atlético de Alagoinhas e volta a respirar no Baianão

Em Pituaçu, Esquadrão faz 2x1 sobre o Carcará, com gols de Bruno Camilo e Gustavo Henrique; Dionísio descontou

A espera foi longa, mas o Bahia, finalmente, reencontrou o triunfo no Campeonato Baiano. Depois de acumular uma derrota e três empates, o time de transição tricolor bateu o Atlético de Alagoinhas na tarde deste domingo (4), por 2x1, em Pituaçu, pela 7ª rodada do estadual. Foi a primeira vez que o time ganhou como mandante na competição. 

Com o resultado, o Esquadrão volta a respirar no Baianão: alcançou os nove pontos e subiu para a 4ª posição. Já o Carcará segue em 2º, com 12 pontos. Mas ainda há o complemento da rodada, que só termina no dia 14.

Em um primeiro tempo de poucas emoções, Bruno Camilo abriu o placar aos 23 minutos, em chute de fora da área. Na etapa final, o time visitante teve Bremer expulso aos 16, ao levar o segundo cartão amarelo. Gustavo Henrique ampliou aos 23, aproveitando falha do goleiro Fábio Lima, e Dionísio descontou aos 33, em cobrança de pênalti. 

Na próxima rodada do Baianão, o Bahia recebe o Bahia de Feira em Pituaçu. Só que o duelo será apenas no dia 18, às 16h. Antes, a equipe principal do Esquadrão tem dois compromissos marcados: pela Copa do Brasil, quarta-feira (7), às 21h30, contra o Manaus, em Pituaçu; e pela Copa do Nordeste, sábado (10), às 16h, diante do ABC, também em Salvador.

O jogo

Foram pouquíssimas chances nos 45 minutos iniciais. A primeira finalização da partida, só aos 17 minutos, foi do Bahia. Daniel Penha chegou pela direita e, na linha de fundo, cruzou rasteiro, para trás. Pablo surgiu e chutou com força, mas Fábio Lima defendeu em dois tempos.

Aos 23, o tricolor levou a melhor e conseguiu abrir o placar. Após cobrança de escanteio curtinha, Bruno Camilo recebeu a bola de fora da área e mandou uma bomba. O goleiro do Atlético de Alagoinhas caiu atrasado e não conseguiu defender: 1x0 para o Esquadrão.

Mesmo em desvantagem, o Carcará pouco produziu no setor ofensivo. Chegou a ter uma boa oportunidade aos 35, quando Ronan sofreu falta de Gustavo Henrique na entrada da área. Vitinho cobrou em cima da barreira. O primeiro tempo acabou sem que Matheus Teixeira fizesse qualquer defesa.

Mais gols

Assim como na primeira etapa, o Bahia foi quem assustou e teve o primeiro lance de perigo na volta do intervalo. Aos 2 minutos, Felipinho cruzou para Daniel Cruz. O camisa 23 ajeitou no peito para Bruno Camilo, que chutou de primeira. A bola tocou no travessão e saiu pela linha de fundo.

Aos 9 minutos, o Atlético de Alagoinhas, enfim, apareceu com perigo. Paulinho arriscou um chute de fora da área, obrigando Matheus Teixeira a fazer a defesa em dois tempos. Aos 13, Reinaldo tentou duas vezes, no entanto, em ambas, a bola ficou na defesa do Bahia.

O Carcará ficou com um a menos a partir dos 16 minutos, quando Bremer recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Ainda assim, a equipe quase chegou ao empate dois minutos depois, quando, após saída de bola errada da defesa tricolor, Vitinho recebeu e chutou com perigo. Matheus Teixeira mandou a redonda para fora.

Com um a mais, o Bahia pressionou o Atlético de Alagoinhas. Aos 22, Jeremias recebeu na grande área, tentou o passe para trás e a bola, depois de tocar no defensor, quase entrou. No minuto seguinte, veio o segundo gol: Bruno Camilo cobrou escanteio, o goleiro Fábio Lima ficou caçando borboleta e o zagueiro Gustavo Henrique completou para o gol vazio, ampliando para os donos da casa.

Aos 32 minutos, o Carcará ficou bem perto de descontar, quando Emerson, após cobrança de escanteio, desviou de cabeça e Matheus Teixeira mandou para escanteio. Logo em seguida, Ronan foi derrubado por Ignácio dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti. Dionísio cobrou com categoria e fez 2x1.

O Bahia tentou dar o troco aos 35, quando Jeremias ganhou a bola em bom passe de Bruno Camilo e driblou o goleiro. Iran salvou o Atlético, mandando para longe. Quatro minutos depois, Jeremias ficou cara a cara com Fábio Lima e chutou na saída do goleiro, só que a bola bateu na trave. Gustavo Henrique também tentou ampliar, de cabeça, após cobrança de escanteio, mas o arqueiro rival defendeu.

Aos 49, Willian cobrou falta para o Carcará direto ao gol. Matheus Teixeira defendeu e o triunfo tricolor foi decretado.

FICHA TÉCNICA

Bahia 2x1 Atlético de Alagoinhas - 7ª rodada do Campeonato Baiano

Bahia: Matheus Teixeira, Renan Guedes, Ignácio, Gustavo Henrique e Felipinho; Bruno Camilo (Caio Mello), Raniele e Pablo (Jeremias); Daniel Penha (Luiz Felipe), Fabrício (Daniel Cruz) e Marcelo (Chrystian). Técnico: Cláudio Prates.

Atlético de Alagoinhas: Fábio Lima, Paulinho, Iran, Bremer e Edson; Willian, Renato (Reinaldo), Dionísio (Jerry) e Felipinho (Emerson); Vitinho (Mailson) e Ronan. Técnico: Zé Carijé.

Estádio: Pituaçu, em Salvador
Gol: Bruno Camilo, aos 23 minutos do primeiro tempo; Gustavo Henrique, aos 23 minutos, e Dionísio, aos 33 minutos do segundo tempo;
Cartão amarelo: Bruno Camilo e Marcelo, do Bahia; 
Cartão vermelho: Bremer, do Atlético de Alagoinhas; 
Arbitragem: Marielson Alves Silva, auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Marcos Welb Rocha de Amorim.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas