Bahia vence Guabirá na Bolívia e é o novo líder na Sul-Americana

e.c. bahia
13.05.2021, 21:09:00
Atualizado: 13.05.2021, 23:13:40
Gilberto foi o autor do gol do triunfo do Bahia sobre o Guabirá (Bruno Queiroz/EC Bahia)

Bahia vence Guabirá na Bolívia e é o novo líder na Sul-Americana

Com gol de Gilberto, tricolor chegou aos oito pontos e ultrapassou o Independiente no topo do Grupo B

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Bahia é o novo líder do Grupo B da Sul-Americana. Nesta quinta-feira (13), o tricolor venceu o Guabirá por 1x0 no estádio Gilberto Parada, na cidade de Montero, na Bolívia, e assumiu a ponta da chave. Gilberto, aos 11 minutos do segundo tempo, foi o responsável pelo gol do triunfo tricolor.

Com o resultado, o Esquadrão chegou aos oito pontos, mesma quantidade do Independiente, da Argentina, mas o time brasileiro ultrapassou o Rei de Copas por ter melhor saldo de gol (6x4). Vale lembrar que apenas o líder avança para as oitavas de final. Já o Guabirá, sem marcar qualquer ponto e na lanterna do grupo, não tem mais chances de classificação.

O Independiente, aliás, será o próximo rival do Bahia na Sul-Americana. O duelo será na terça-feira (18), às 19h15, no estádio Libertadores de América, em Avellaneda.

Autor do único gol da partida contra o Guabirá, Gilberto balançou as redes pela 10ª vez na temporada. Foi o primeiro gol do atacante na atual edição do torneio continental. O camisa 9 já tinha marcado pela Copa do Brasil e foi o artilheiro da Copa do Nordeste - conquistada pelo Bahia no último fim de semana -, com oito gols.

Sem emoção
De olho na liderança do Grupo B - e em fazer um bom saldo de gols -, o técnico Dado Cavalcanti escalou o Bahia ofensivo. Rossi, que estava suspenso nos três jogos anteriores da Sul-Americana, fez sua estreia, formando o trio de ataque com Gilberto e Oscar Ruiz. Já Rodriguinho apareceu pelo meio, e Thaciano ficou no banco.

O Bahia, porém, demorou a aparecer no jogo. Assim como o Guabirá. Os dois times mostraram muita dificuldade de criação no primeiro tempo, e os goleiros pouco trabalharam no estádio Gilberto Parada.

Pouco intenso, o Esquadrão viu Ruiz cruzar da entrada da área para Gilberto aos 16 minutos, mas a marcação apertou e retomou a posse. Seis minutos depois, o camisa 9, na área, recuou e ajeitou para Nino, que bateu mal na bola.

Enquanto isso, o Guabirá apostava em lançamentos longos e inversão de jogo. Pascua tentou um gol com um chutão de longe, aos 28, que Matheus Teixeira defendeu.

Só aos 33 minutos houve o primeiro lance de emoção. Rodriguinho surgiu em boa jogada pelo meio e rolou para Rossi. O atacante cruzou de volta para o camisa 10, que cabeceou direto ao travessão. Pouco depois, Rossi avançou pela direita, cruzou e Gilberto escorou para o gol, mas a arbitragem assinalou impedimento.

O camisa 9 teve outra boa chance aos 40 minutos, quando Matheus Bahia tabelou com Rodriguinho e cruzou para a área. O atacante acelerou para chegar na bola, mas não conseguiu dar direção ao chute e perdeu a chance. 

Com golaço
O Bahia voltou mais ligado para o segundo tempo. Ainda aos três minutos, Rossi tentou inaugurar o marcador após receber passe de Patrick e invadir a área pela direita. Aos nove, o volante lançou Oscar Ruiz, que chegou até a área e, pressionado, não conseguiu finalizar.

Aos 11, o Esquadrão abriu o placar. Gilberto recebeu na ponta esquerda, cortou Amarilla para a direita, depois para a esquerda e chutou cruzado de canhota, em um golaço. 

O tricolor ficou perto de ampliar pouco depois, quando Rossi recebeu de Patrick e levantou para Juninho completar de cabeça, para fora. Já o Guabirá apareceu em lance isolado no qual ficou pedindo pênalti aos 25 minutos, após Peredo cobrar escanteio e a bola tocar no braço de Patrick. Apesar da reclamação dos bolivianos, o árbitro mandou seguir.

No fim, Maycon Douglas e Thonny Anderson tentaram ampliar para o Bahia, mas o resultado por 1x0 foi sacramentado.

FICHA TÉCNICA

Guabirá x Bahia - 4ª rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana

Guabirá: Saidt Mustafá, Fran Supayabe, Amarilla, Ibañez (Chore) e Leaños;  Peredo, Juan Mercado (Quiroga), Hoyos e Hurtado (Willian Álvarez); Pascua e Juan Vogliotti. Técnico: Víctor Hugo Andrada.

Bahia: Matheus Teixeira, Nino Paraíba, Germán Conti, Juninho e Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Patrick, Daniel (Matheus Galdezani) e Rodriguinho; Rossi (Maycon Douglas), Oscar Ruiz (Thaciano) e Gilberto (Thonny Anderson). Técnico: Dado Cavalcanti.

Estádio: Gilberto Parada, em Montero, na Bolívia;
Gol: Gilberto, aos 11 minutos do segundo tempo;
Cartão amarelo: Chore, Supayabe; Juninho Capixaba e Matheus Teixeira;
Cartão vermelho: Zampiery (banco), do Guabirá;
Arbitragem: Juan Soto, auxiliado por Jorge Urrego e Franchescoly Chacon (trio da Venezuela).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas