Baianos fazem campanhas para ajudar vítimas de rompimento de barragem

bahia
12.07.2019, 17:20:00
Atualizado: 12.07.2019, 20:31:06

Baianos fazem campanhas para ajudar vítimas de rompimento de barragem

Comida, roupas, itens de higiene e água estão sendo recolhidos; veja como ajudar

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os prejuízos materiais causados aos moradores de Coronel João Sá e Pedro Alexandre, no Nordeste baiano, após o rompimento de uma barragem, deu início a diversas ações de solidariedade para tentar ajudar as 150 famílias desabrigadas pela força das águas.

Entre os itens recolhidos, os que mais podem ajudar a população dos dois municípios são alimentos não perecíveis, água e colchões, além de itens de limpeza e higiene.

Uma das instituições a buscar ajuda é a Voluntárias Sociais da Bahia, que iniciou campanha de recolhimento das doações nesta sexta-feira (12). Desde as 10h, a instituição recebe em sua sede, na Rua Baronesa de Sauípe, 382, no largo do Campo Grande, em Salvador, as doações para a campanha ‘Bahia Solidária’.

Para lá podem ser levados alimentos, água, colchões e os materiais de limpeza e higiene. As doações serão recolhidas também durante o fim de semana, quando a sede ficará aberta das 8h às 21h.

Leia também: Após enxurrada, cenário é de devastação em Coronel João Sá; cemitério foi destruído
Leia também: Coronel João Sá tem prejuízo estimado de R$ 10 milhões com rompimento de barragem
Leia também: Cerca de 500 pessoas são resgatadas de inundação em Coronel João Sá e Pedro Alexandre

A expectativa é que, já na segunda-feira (15), a quantidade de insumos reunidos já seja suficiente para ser enviada à região de Coronel João Sá, cidade mais afetada pelo rompimento. 

Taxistas solidários
A Comissão dos Taxistas da Bahia também tem recolhido doações e espera enviar ao interior na terça-feira (16). Quem quiser enviar as doações deve entrar em contato através da mensagens de WhatsApp pelo número  (71) 9-9245-3096.

Os taxistas irão entregar o recolhido para que a Defesa Civil (Seduc) e o Corpo de Bombeiros Militar (CBM) façam os devidos encaminhamentos às regiões atingidas. 

Campanha organizada pelos taxistas baianos (Foto: Reprodução)

Bombeiros em ação
Os próprios bombeiros também estão com posto de recolhimento de donativos, conforme a assessoria do órgão. "Solidarizando-se às comunidades atingidas, o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia inicia uma campanha de arrecadação de roupas e alimentos não perecíveis", explica.

As doações, neste caso, podem ser entregues em qualquer quartel da corporação na capital ou interior do Estado, das 8 às 18h. Quem quiser mais informações, pode enviar e-mail para cg.acs@cbm.ba.gov.br.

Na conta da cidade
Doações em dinheiro também podem ser realizadas através de depósito em uma conta bancária do município de Coronel João Sá.

Conta para doação em dinheiro, divulgada pela Prefeitura de Coronel João Sá (Foto: Divulgação)

*Com orientação do chefe de reportagem Jorge Gauthier

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas