Bebê morre afogado em balde em Luís Eduardo Magalhães

bahia
17.02.2018, 20:02:24
Bebê morreu afogado após cair em balde (Foto: Müller Nunes/TV Oeste)

Bebê morre afogado em balde em Luís Eduardo Magalhães

A mãe do menino teria deixado ele sozinho para atender uma vizinha e, quando voltou, a criança já estava se afogando no balde

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O bebê Alan Gustavo Ferreira da Silva, de um ano e quatro meses, morreu ontem após se aforgar em um balde no fundo de casa, em Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia. A mãe do menino lavava roupa quando tudo aconteceu. Ela teria deixado ele sozinho para atender uma vizinha e, quando voltou, a criança já estava se afogando no balde.

Esse é o segundo caso de aforgamento envolvendo crianças essa semana. O primeiro ocorreu na última quinta-feira (15), quando outro de bebê, de dois anos e nove meses morreu, após se afogar na piscina de uma creche, no bairro do Cabula, em Salvador. Ele chegou a ser levado para o Hospital Roberto Santos, mas não resistiu.

Já o bebê Alan também foi socorrido por familiares. No caminho teve uma parada respiratória e os médicos não conseguiram reanima-lo. Ainda não há informações sobre o sepultamento das duas crianças.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas