Bebês mortos há 30 anos 'se casam' para afastar má sorte

mundo
05.08.2022, 09:28:00
(Reprodução / Redes Sociais)

Bebês mortos há 30 anos 'se casam' para afastar má sorte

Prática é comum na índia

Uma cerimônia bastante diferente causou estranheza no restante do mundo: Chadappa e Shobha se casaram na índia. No entanto, os dois estavam mortos. No Brasil, a notícia pode ter pego todos de surpresa, mas no país indiano, o casamento entre duas pessoas que já saíram desse plano é mais comum do que se imagina.

Os noivos faleceram há quase 30 anos, quando ainda eram bebês e tiveram suas vidas interrompidas drasticamente. Segundo a coluna Not Found, do site Extra, a modalidade se chama Pretha Kalyanam, que significa casamento dos mortos. 

Duas cadeiras são cobertas por um lençol branco que representa os noivos. Mesmo não estando presentes fisicamente, o casamento segue como a cerimônia comum do Hindu, que tem sete etapas, conhecido como Saptapadi.

A festa é realizada entre as pessoas que morreram quando eram bebês ou jovens, antes dos 18 anos. A prática é feita para afastar a má sorte das famílias que perderam os filhos precocemente.

"Vamos casar nosso filho mais velho em breve, mas, antes disso, queríamos que nossa filha falecida se casasse para que ela fosse feliz e abençoasse a família daqui para frente", disse o pai da noiva ao site Vice World News. 
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas