Billy Porter critica Harry Styles de vestido na Vogue: 'Homem branco heterossexual'

entretenimento
19.10.2021, 14:39:25
Atualizado: 19.10.2021, 15:31:53
Porter vive a Fada Madrinha em Cinderella; já Styles posou para Vogue britânica em dezembro do ano passado (divulgação)

Billy Porter critica Harry Styles de vestido na Vogue: 'Homem branco heterossexual'

Ator foi pioneiro a usar roupa feminina em público; cantor foi o primeiro homem a usar vestido na capa da revista

O cantor Harry Styles fez história ao a se tornar o primeiro homem a usar vestido na capa da Vogue britânica, em dezembro do ano passado. Recentemente, o ator Billy Porter, que faz aparições icônicas sempre de vestido, criticou essa escolha e afirmou como deveria ter levado próprios créditos porque foi pioneiro na moda não binária - quando roupas conhecidas por serem masculinas e femininas se misturam.

"EU, pessoal, mudei todo o jogo. E isso não é ego, é apenas um fato. Fui o primeiro a fazer isso e agora todo mundo faz," opinou o astro durante entrevista ao Sunday Times Style. Nas premiações e eventos de Hollywood, Porter, quem interpretoaFada Madrinha em Cinderela (2021), sempre chama atenção pelos vestidos elaborados e cheios de cor.

"Sinto como a indústria da moda me aceitou por obrigação. Não estou necessariamente convencido e aqui está o porquê. Criei a conversa [sobre moda não binária] e ainda assim a Vogue colocou Harry Styles, homem branco heterossexual, em um vestido na capa pela primeira vez", disse Porter.

No entanto, mesmo com as críticas, Billy Porter tem nada contra o dono de Watermelon Sugar:

"Não estou falando mal de Harry Styles, mas é ele quem você usará para representar esta nova conversa? Ele não se importa, ele só está fazendo isso porque é a coisa certa a fazer."

Billy Porter usar looks femininos há anos (divulgação)

Por fim, Porter explicou como a moda é importante para ele, porque representa "política" e "minha vida." Além disso, comentou a trajetória dele nesse aspecto.

"Precisei lutar sempre para chegar ao lugar onde pudesse usar um vestido para o Oscar e não ser morto. Tudo que ele precisa fazer é ser branco e heterossexual."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas