Bolsões de estacionamento na orla são fechados por tempo indeterminado

coronavírus
21.04.2020, 15:05:32
Atualizado: 21.04.2020, 18:11:18
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

Bolsões de estacionamento na orla são fechados por tempo indeterminado

Vagas de Zona Azul ficarão bloqueadas enquanto durar interdição das praias

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Nada de ir passear e estacionar o carro na Orla. A partir desta terça-feira (21), a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) começou a fechar bolsões de estacionamentos Zona Azul localizados na orla da capital. No inicio da tarde desta terça, o CORREIO já encontrou o acesso fechado ao bolsão que fica em Ondina.

A medida foi tomada para coibir aglomerações e também devido à interdição das praias e suspensão das atividades de bares e restaurantes neste período de quarentena. Ela fica em vigor por tempo indeterminado, até que o acesso às praias seja liberado.

Os condutores não poderão estacionar em oito localidades. São eles: em Ondina, próximo ao Speed Lanches e em frente ao Instituto Bahiano de Reabilitação (IBR); no Jardim dos Namorados; nos dois bolsões do Jardim de Alah; na Boca do Rio, próximo à Praça Osório Villas Boas (antigo clube do Bahia) e próximo às quadras; em Patamares, próximo ao Circo Picolino; e em Piatã, próximo ao antigo Casquinha de Siri.

“Nos próximos dias, intensificaremos a fiscalização na Orla da capital para coibir os estacionamentos nesses e em outros locais da região. Queremos, com isso, desestimular a ida à Orla, onde estavam sendo registrados pontos de aglomeração de pessoas indo praticar exercícios físicos. Este é um momento que a população tem de colaborar para que possamos frear a propagação do vírus”, explica o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Müller.

Segundo Müller, a Transalvador percebeu um grande fluxo de carros nesses pontos da capital e adotou a medida como tentativa de inibir a ida dos motoristas a estes locais. "São espaço muito procurados por quem é adepto da cultura do lazer, esporte, do cooper. Nesses trechos, o calçadão ficava lotado de pessoas no início da manhã e à tarde, gerando aglomerações. Os bolsões escolhidos são os que concentram a maior quantidade de carros, então achamos por bem fechar. Além disso, vamos proibir estacionamento em trechos da orla, como Pituaçu", disse ao CORREIO.

Bolsões estavm lotados em plena pandemia (Foto: Divulgação/Transalvador)

Ao todo, segundo a Transalvador, deixarão de ficar à disposição dos motoristas cerca de 2.240 vagas.

Uma das pessoas que vai sentir falta do espaço para estacionar o carro é autônoma Camila Santana. Mesmo na época da pandemia, ela conta que costumava ir de carro até o Jardim de Alah para caminhar. "No meu prédio não tem academia e não dá para ir andando até a Orla, então eu sempre vou de carro para correr por pelo menos meia hora. Não sei ainda o que vou fazer, porque eu acho importante seguir me exercitando. Entendo a medida, mas ao mesmo tempo não queria deixar o corpo parado, porque afeta a saúde", analisou.

Para a infectologista Áurea Paste, deixar de se exercitar não é o caminho, mas é preciso evitar as atividades em locais públicos. "O ideal é não ter contato com as pessoas, estar sempre em ambientes com pouca gente ou vazios. Se a pessoa vai para a Orla e lá está cheio, há um risco enorme de se infectar. Claro, não se exercitar também é muito ruim, portanto, o ideal é buscar alternativas dentro de casa, como subir e descer escadas ou fazer atividades na varanda, dançar, entre outras", exemplificou.

Suspensão da cobrança
Desde o dia 24 de março, a cobrança de estacionamento nas mais de 13 mil vagas de Zona Azul na cidade está suspensa. Essa determinação também estará vigente por tempo indeterminado, até que a situação seja considerada segura na cidade pela Prefeitura, após avaliação de autoridades técnicas e científicas.

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/editorial-fotografado-a-distancia-une-tres-paises-na-quarentena/
O ensaio foi realizado pela plataforma Zoom, usando celular
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/matheus-buente-troca-chatice-academica-pelo-humor-para-contar-a-historia-de-salvador/
Lives do humorista e professor de História são fontes de informação e diversão na quarentena; veja vídeos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bau-de-marrom-a-bahia-tambem-ensina-ao-mundo-como-cantar-e-dancar-forro/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/copo-de-leite-faz-haddad-acusar-bolsonaro-de-brindar-supremacistas-brancos-entenda/
Leite tem sido usado como símbolo por neonazistas nos EUA; petista enxergou provocação após repercussão de mortes de homens negros. Presidente nega
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anastacia-comemora-80-anos-com-muito-forro/
Cantora e compositora lança EP com produção de Zeca Baleiro e parcerias com Mariana Aydar, Chico César e Amelinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nizan-guanes-vai-entrevistar-roberto-medina-abilio-diniz-e-washington-olivetto/
As entrevistas são parte do Sunday Night Live que o publicitário tem realizado em sua conta do Instagram
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/luiz-caldas-substitui-sanfona-por-guitarra-em-disco-de-forro/
Álbum é o centésimo em projeto do músico que prevê um lançamento temático por mês
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/youtuber-compra-mansao-de-r-65-milhoes-apenas-para-gravar-videos/
Camila Loures disse que seguirá morando em sua antiga residência
Ler Mais