Bolsonaro diz a aliados que quer preços do combustível e gás congelados até a eleição

brasil
24.05.2022, 14:25:02
(Foto: Abr)

Bolsonaro diz a aliados que quer preços do combustível e gás congelados até a eleição

Foco total do presidente está na reeleição

O presidente Jair Bolsonaro teme que as seguidas altas nos preços do combustível e gás de cozinha o façam perder a eleição. Em reuniões internas, o chefe do Eecutivo tem dito a auxiliares que não quer novos reajustes no diesel, gasolina e gás de cozinha até outubro. As informações são da colunista Ana Flor, do g1.

Uma das medidas adotadas pelo presidente ocorreu nesta segunda-feira (23), com a troca na presidência da Petrobras, indicando o atual secretário do Ministério da Economia Caio Paes de Andrade para comandar a petroleira. O atual presidente, José Mauro Coelho, está há pouco mais de um mês no cargo.

Bolsonaro está preocupado com o impacto do preço do diesel entre caminhoneiros, grupo que o apoia desde 2018 e que está insatisfeito.

O plano do governo é estender o período em que a Petrobras repassa os valores do petróleo importado para o preço dos combustíveis nas bombas.

Para isso, terá primeiro que conseguir aprovar o nome do novo indicado na Assembleia de Acionistas que ainda não foi marcada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas