Bombeiros encontram corpo de francês que se perdeu em trilha do Capão

bahia
25.08.2020, 17:18:00
Atualizado: 25.08.2020, 17:40:47

Bombeiros encontram corpo de francês que se perdeu em trilha do Capão

Homem teria se afogado após cair em um poço na trilha do Riachinho

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Bombeiros encontram corpo de francês que se perdeu em trilha do Capão

Corpo do francês foi resgatado por bombeiros no Riachinho, Capão
(Foto: Divulgação)

O Corpo de Bombeiros da Bahia encontrou, nesta segunda-feira (24), o corpo de um francês que estava desaparecido desde o sábado (22), após se perder em uma trilha no Capão, na cidade de Palmeiras, na Chapada Diamantina, uma das principais regiões turísticas da Bahia. O homem foi encontrado morto na trilha do Riachinho e teria se afogado em um poço da trilha, que estava fechada para visitação por causa da pandemia.
 
Ele foi identificado como Etienne François Philippe, tinha 27 anos e estava com sua mulher, também francesa. Ela foi encontrada na trilha ainda no sábado (22) com sérios ferimentos e fraturas e foi encaminhada no mesmo dia para o Hospital Regional da Chapada. Segundo o Corpo de Bombeiros, ela já passou por uma cirurgia e talvez precise de uma cirurgia neurológica, por conta de um coágulo na cabeça. Ela não conseguiu ser identificada pela reportagem.
 
Segundo o capitão Murilo Rocha, que participou da operação de resgate, o casal foi até a entrada da trilha do Riachinho com uma pessoa da comunidade local que os levou. Como essa pessoa percebeu a demora dos dois voltarem, ele acionou o monitor responsável pela trilha, que foi procurar o casal.

“Ele viu a francesa em determinado ponto, deitada no chão. Como a viu à distância, achava que ela estava normal. Ao se aproximar dela, viu que ela não estava respondendo, que estava bastante ferida, com algumas lesões. Ela não sabia dizer do marido, não lembrava o que tinha acontecido com ele”, relata o capitão. 

No domingo (23), os bombeiros foram acionados para fazer a busca pelo marido. A suspeita era de que ele tivesse caído e se afogado em um poço da trilha. Contudo, como tinham alguns pontos inacessíveis que tornavam o resgate complicado, a equipe não o encontrou num primeiro momento. Na segunda-feira, o corpo de Etienne boiou naquele mesmo local e os bombeiros voltaram para fazer a retirada, utilizando técnicas de rappel. 

“Por uma busca preliminar no poço, a gente não o encontrou e, como ele tem alguns pontos inacessíveis, em que a água adentra uma pedra, ficou complicado fazer a busca. Na segunda de manhã, voltamos para fazer a operação de retirada do corpo. Como o cenário se desenhou, ele deve ter caído e se afogou. A queda foi de aproximadamente de 10 a 12 metros de altura, bem complicada de alguém conseguir sobreviver” narra o capitão.
 
As informações do camping onde o casal estava hospedado são de que eles estavam na região há cinco ou seis meses. Os franceses atravessaram o Oceano Atlântico de barco, atracaram em João Pessoa, na Paraíba, e depois vieram para a Chapada Diamantina. 

O corpo de Etienne foi encontrado pelas equipes do 11° Grupamento de Bombeiros Militar (11°GBM/Itaberaba) e do 2° SGBM/Lençóis e foi entregue à Polícia Civil para procedimentos legais. Guias da Associação de Condutores de Visitantes do Vale do Capão (ACVVC) também participaram da operação de busca e resgate. 

*Sob orientação da subeditora Clarissa Pacheco

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas