Brasil tem 2.141 mortos por coronavírus; casos chegam a 33.682

coronavírus
17.04.2020, 16:25:00
Atualizado: 17.04.2020, 16:40:26

Brasil tem 2.141 mortos por coronavírus; casos chegam a 33.682

Foram confirmadas 217 vítimas fatais nas últimas 24 horas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Brasil ultrapassou a marca de 2 mil mortes em decorrência do novo coronavírus. Nesta sexta-feira (17), o Ministério da Saúde divulgou o novo balanço e confirmou que o número subiu de 1.924 para 2.141 nas últimas 24 horas, um aumento de 11,2%. Com as 217 novas fatalidades, o país teve seu maior número de confirmação de mortos pela doença em um dia.

Outra triste marca quebrada pelo Brasil, de acordo com o levantamento, é a de número de casos confirmados: saltaram de são 30.425 para 33.682. Os 3.257 novos diagnósticos nas 24 horas significam um crescimento de 10,7% em relação aos dados de quinta-feira (16).

As duas mil mortes pelo coronavírus foram registradas no país um mês após o primeiro óbito ser confirmado em solo brasileiro, em São Paulo. Nos últimos sete dias, foram contabilizadas novas 1.024 vítimas fatais, um acréscimo de 90,4%.

O estado que concentra o maior número de letalidades continua sendo São Paulo, com 928 - além de 12.841 casos confirmados. Rio de Janeiro tem 341 mortes, seguido por Pernambuco (186), Ceará (149) e Amazonas (145).

Além disso, foram registrados óbitos no Paraná (42), Maranhão (40), Minas Gerais (35), Bahia (36), Santa Catarina (29), Pará (26), Paraíba (26), Rio Grande do Norte (23), Rio Grande do Sul (22), Espírito Santo (25), Distrito Federal (20), Goiás (16), Amapá (10), Piauí (oito), Alagoas (sete), Sergipe (quatro), Mato Grosso do Sul (cinco), Mato Grosso (cinco), Acre (cinco), Roraima (três), Rondônia (três) e Tocantins (um).

A taxa de letalidade do Brasil está em 6,4%, um décimo acima do índice registrado na quinta-feira (16), que era de 6.3%.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas