Brasileira morre durante voo entre Recife e Paris

brasil
26.12.2017, 19:52:00
Atualizado: 27.12.2017, 15:57:50
(Reprodução/Twitter)

Brasileira morre durante voo entre Recife e Paris

A família da vítima ainda não foi encontrada e o corpo continua retido na França

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma brasileira morreu em um voo da Air France que saiu de São Paulo com destino a Paris, capital da França. Flávia Luiza da Silva, de 38 anos, era paraibana e seu destino final era a Itália. A morte, segundo a polícia do aeroporto francês Charles de Gaulle, foi por causas naturais. 

De acordo com o Ministério das Relações exteriores, o Itamaraty, apesar do óbito ter sido divulgado nesta terça-feira (26), o consulado brasileiro na França entrou em contato no dia 8 de dezembro para informar a morte. O órgão ainda disse que, como nenhum familiar dela foi encontrado, o corpo continua retido na França.

“Como procedimento padrão, nós informamos à Polícia Federal na Paraíba para encontrar algum familiar dela, mas até hoje (26 de dezembro) não fomos informados se a polícia encontrou ou não”, informou o Itamaraty.

A orientação do Itamaraty é que algum familiar de Flávia entre em contato com a Polícia Federal. Segundo o site G1, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) disse que mais detalhes sobre o caso e o voo seriam encontrados com a própria companhia aérea.  

Em nota, a Air France confirmou o caso e lamentou o ocorrido. De acordo com a companhia, a passageira foi encontrada inconsciente na sua poltrona e que ainda tentou-se ajudá-la com o procedimento padrão que é pedir a ajuda de médicos que estão à bordo do voo.

Confira a nota na íntegra:
"A Air France confirma que uma passageira que estava a bordo do voo AF459 de São Paulo para Paris (Aeroporto de Paris - Charles de Gaulle), em 2 de dezembro de 2017, foi encontrada inconsciente em seu assento durante a viagem.

A equipe de bordo solicitou a assistência de médicos presentes na aeronave, agindo de acordo com os procedimentos da companhia para o caso.

Apesar do trabalho dos funcionários, a passageira faleceu a bordo.

A Air France lamenta muito pela perda da família e afirma que está empenhada em cooperar com as autoridades competentes em caso de necessidade."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas