Brasileiros que vêm da China vão cumprir quarentena em cidade de Goiás

brasil
04.02.2020, 19:02:00
Atualizado: 04.02.2020, 19:07:28
(Pedro França/Agência Senado)

Brasileiros que vêm da China vão cumprir quarentena em cidade de Goiás

Período deve durar 18 dias; dois aviões da frota presidencial farão transporte

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O grupo de brasileiros que está em Wuhan, na China, deve chegar ao Brasil na manhã de sábado (8). A quarentena deles será cumprida em Anápolis, no estado de Goiás, segundo confirmou nesta terça-feira (4) o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva. A região de Wuhan é epicentro da epidemia do novo coronavírus.

Os repatriados virão em dois aviões reservas da frota presidencial, que não costumam ser usados nas viagens de Jair Bolsonaro (sem partido). 

Quem apresentar qualquer sintoma da infecção durante a quarentena será levado ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília, para passar por avaliação médica.

Os aviões devem decolar da Base Aérea de Brasília ao meio-dia de quarta, chegando à China na madrugada de sexta. O tempo para inspeção e embarque dos brasileiros ainda não é conhecido. 

"O presidente concordou em ceder suas duas aeronaves, com capacidade de 30 passageiros cada um. O presidente abriu mão das aeronaves, tendo em vista a situação da Força Aérea", explicou o ministro.

Até hoje, há confirmação de 29 pessoas que serão repatriadas, o que inclui quatro chineses que estão listados como cônjuges, filhos ou pais de brasileiros. Sete crianças estão na lista.

Além da tripulação, o voo terá equipes médicas do Ministério da Saúde e do Instituto de Medicina Especializada da Força Aérea Brasileira, que irão monitorar os repatriados durante o trajeto.

As aeronaves saem de Brasília e fazem escalas em Fortaleza (CE), Las Palmas (Ilhas Canárias, Espanha), Varsóvia (Polônia) e em outra cidade da China até chegar em Wuhan.

A previsão da quarentena é de 18 dias. “Os brasileiros que desejam retornar, fiquem em contato permanente com a nossa embaixada em Pequim. (Faremos) Tudo obedecendo parâmetros do governo chinês”, diz o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, recomendando que procurem a Embaixada do Brasil na china até a quinta (6).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas